São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3262-4745 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Compreenda a Função da Vitamina B12 no Sistema Nervoso

Dr. Diego de Castro dos Santos24/10/2018
Compartilhe

Segundo pesquisas de Harvard University a função da vitamina B12 no sistema nervoso está muito além de sua ação antioxidante e sua importância para o metabolismo de lipídios, proteínas e carboidratos.

Também chamada de cobalamina, esta é uma vitamina muito importante para o todo o sistema nervoso e para as células sanguíneas. A cobalamina desempenha um relevante papel na síntese e na preservação da mielina (capa de gordura que envolve os nervos).

Com a leitura deste artigo, Dr Diego de Castro Neurologista da USP explica os sintomas neurológicos da deficiência de cobalamina. Conheça melhor a vitamina B12, suas fontes e sua importância para a saúde do nosso cérebro, medula e nervos periféricos.

Função da Vitamina B12 no Sistema Nervoso

A vitamina B12 possui um importante papel na formação da bainha de mielina, a capa gordurosa que envolve e protege os nervos, favorecendo também a transmissão de impulsos nervosos entre as células nervosas.

Este nutriente é responsável pelo funcionamento adequado de capacidades cognitivas como aprendizagem, memória e concentração, sendo fundamental para o desenvolvimento intelectual e estado de alerta.

Seus efeitos imunomodulatórios e neurotróficos contribuem para a manutenção do cérebro e a prevenção de declínio cognitivo, demência e estados senis.

A cobalamina funciona ainda na formação das hemácias, reparo do nosso DNA e tem atividade antioxidante.

A Deficiência da Vitamina B12

Segundo dados do National Health and Nutrition nos Estados Unidos cerca de 3.2% dos adultos com mais de 50 anos apresentam deficiência de vitamina B12 e 20% apresentam valores no limite de normalidade.

A quantidade que um adulto precisa da vitamina é no mínimo 2.4 microgramas por dia. Toda a cobalamina é adquirida da alimentação ou de suplementos.

Situações em que não são consumidas as corretas quantidades da vitamina ou situações que alterem o correto funcionamento do estômago ou do intestino podem reduzir a absorção da vitamina B12.

Assim, a deficiência de vitamina B12 pode ocorrer em:

  • Vegetarianos (principalmente os que consomem poucos vegetais verde escuros)
  • Portadores de gastrites crônicas
  • Usuários de medicamentos protetores gástricos (omeprazol e pantoprazol)
  • Portadores de doenças inflamatórias que afetem o intestino
  • Pessoas que realizaram cirurgia bariátrica
  • Usuários de Metformina

Sua deficiência pode causar dor e fraqueza nos membros, dificuldade de andar, desequilíbrio, diminuição da percepção sensorial, perda de memória e lentidão de raciocínio, além de anemia e outros distúrbios hematológicos.

Manifestações Neurológicas por Deficiência da Vitamina B12

A deficiência de vitamina B12 pode levar a alterações neurológicas, psiquiátricas, além de hematológicas (no sangue e na medula óssea) e gastrintestinais.

As manifestações neurológicas da deficiência de B12 incluem:

  • Neuropatia periférica
  • Mielopatia
  • Perda de memória
  • Depressão
  • Lentidão do raciocínio
  • Confusão mental
  • Neuropatia óptica.

Os sintomas podem se iniciar com:

  • Fadiga
  • Dormências
  • Formigamentos
  • Dor
  • Sensação de choque
  • Dificuldade de coordenação
  • Perda de força

Veja a seguir algumas condições neurológicas que apresentam relação com a falta de vitamina B12:

Neuropatia Periférica por Deficiência de Vitamina B12

  • A Neuropatia por deficiência de vitamina B12 é a manifestação clínica mais frequente dos níveis baixos de B12.
  • Ela representa a lesão aos nervos periféricos. Os sintomas são de evolução lenta e incluem:
    • Alterações de sensibilidade nos pés
    • Dormência
    • Formigamentos
    • Queimação
    • Desequilíbrio
  • O diagnóstico nas fases iniciais permite tratamento com melhora quase completa dos sintomas.
  • A gravidade da neuropatia periférica pode ser determinada pela realização do exame de eletroneuromiografia (saiba mais).
Neuropatia por Deficiência de Vitamina B12
Alimentos que previnem a neuropatia por deficiência de Vitamina B12

Mielopatia por Deficiência de Vitamina B12

  • A mielopatia por deficiência de vitamina B12 é um quadro potencialmente tratável, que manifesta-se por fraqueza importante.
  • O termo mielopatia indica comprometimento da medula espinhal.
  • A fraqueza pode atingir os quatro membros, num padrão simétrico nas fases iniciais e de predomínio nos membros inferiores.
  • Além do quadro de fraqueza a dificuldade de equilíbrio é frequente e limitante.
  • Os pacientes podem ainda ter dor, alterações de sensibilidade e alterações do controle urinário.
  • Nas fases avançadas, pode progredir para paraplegia e graus variados de espasticidade.

Esclerose Múltipla

  • Pesquisas publicadas no JAMA Neurology encontraram uma redução nos níveis da vitamina B12 em pacientes com Esclerose Múltipla, tanto no sangue quanto no líquido cefalorraquidiano.
  • Como a vitamina possui importante papel na formação da bainha de mielina, efeitos imunomodulatórios e neurotróficos, sua deficiência desestabiliza as estruturas da mielina, podendo dificultar ou interromper a transmissão de impulsos nervosos.
  • Para uma condição como a esclerose múltipla, a deficiência de vitamina B12 pode ser crítica, agravando a dificuldade em andar, no equilíbrio e na visão.
  • Fatores que podem contribuir para baixos níveis de vitamina B12 na esclerose múltipla incluem a demanda aumentada das vitaminas do complexo B, devido ao seu consumo excessivo decorrente da ativação e proliferação de células imunológicas. A necessidade constante de reparo da bainha de mielina dos neurônios também pode tornar sua demanda aumentada.

Como Prevenir Sintomas Neurológicos da Deficiência de Vitamina B12

A vitamina B12 está presente nas carnes vermelhas, ovos e vegetais verdes folhosos. Para ser absorvida adequadamente, a vitamina precisa da integridade do estômago e da porção final do intestino delgado denominada íleo terminal.

Idealmente, deve-se consumir de 3 a 5 µg de vitamina B12. A necessidade pode ser maior nas fases de gestação, lactação e para o idoso.

Conte com o seu neurologista de confiança para conversar sobre as suas condições e estabelecer a necessidade de suplementação deste nutriente e orientar adequada reposição.

Se você é paciente ou familiar com alguma manifestação clínica da deficiência de B12, principalmente neuropatia periférica, sugerimos a leitura do nosso artigo a respeito dos cuidados e tratamentos de neuropatia diabética. Apesar de diferentes, essas doenças compartilham semelhanças em relação aos cuidados com os pés.

Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista

Dr Diego de Castro se dedica integralmente ao universo do diagnóstico e assistência. À frente do Serviço de Especialidades Neurológicas, acredita que é possível oferecer um serviço de qualidade em diagnóstico e tratamento das doenças neurológicas, capaz de auxiliar na definição diagnóstica de seus sintomas.

Veja abaixo nossas informações de contato para agendamento de consultas:

R. Itapeva, 518 - sala 901 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01332-904

Telefone: (11) 3262-4745

Dr Diego de Castro Neurologista em Vitória

Conheça nosso trabalho de Neurologia em Vitória Espírito Santo/ES.

Endereço: Avenida Américo Buaiz, 501 – Ed. Victória Office Tower Leste, Sala 109 - Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-911

Telefone: (27) 99707-3433

Posts Relacionados:


Compartilhe

Posts mais Populares

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Dr Diego de Castro Neurologista
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.
Dúvidas? Sugestões?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3262-4745
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

magnifier
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram