Compreenda a Função da Vitamina B12 no Sistema Nervoso

/, Neuropatia Diabética, Prevenção de Doenças Neurológicas/Compreenda a Função da Vitamina B12 no Sistema Nervoso

Compreenda a Função da Vitamina B12 no Sistema Nervoso

Compartilhe

A função da vitamina B12 no sistema nervoso está muito além de sua ação antioxidante e sua importância para o metabolismo de lipídios, proteínas e carboidratos.

Também chamada de cobalamina, esta é uma vitamina muito importante para o todo o sistema nervoso, desempenhando um relevante papel na síntese e na preservação da mielina (capa de gordura que envolve os nervos).

Com a leitura deste artigo, conheça melhor a vitamina B12, suas fontes e sua importância para a saúde do nosso cérebro, medula e nervos periféricos.

Função da Vitamina B12 no Sistema Nervoso

A vitamina B12 possui um importante papel na formação da bainha de mielina, a capa gordurosa que envolve e protege os nervos, favorecendo também a transmissão de impulsos nervosos entre as células nervosas.

Este nutriente é responsável pelo funcionamento adequado de capacidades cognitivas como aprendizagem, memória e concentração, sendo fundamental para o desenvolvimento intelectual e estado de alerta.

Seus efeitos imunomodulatórios e neurotróficos contribuem para a manutenção do cérebro e a prevenção de declínio cognitivo, demência e estados senis.

A Deficiência da Vitamina B12

Situações em que não são consumidas as corretas quantidades da vitamina ou situações que alterem o correto funcionamento do estômago ou do intestino podem reduzir a absorção da vitamina B12.

Isto pode acontecer em pacientes vegetarianos que consomem poucos vegetais verde escuros, portadores de gastrites crônicas, usuários de medicamentos protetores gástricos  (omeprazol e pantoprazol) por tempo prolongado, portadores de doenças inflamatórias que afetem o intestino e pessoas que realizaram cirurgia bariátrica.

Sua deficiência pode causar dor e fraqueza nos membros, dificuldade de andar, desequilíbrio, diminuição da percepção sensorial, perda de memória e lentidão de raciocínio, além de anemia e outros distúrbios hematológicos.

Manifestações Neurológicas por Deficiência da Vitamina B12

A deficiência de vitamina B12 pode levar a alterações neurológicas, psiquiátricas, além de hematológicas (no sangue e na medula óssea) e gastrintestinais.

As manifestações neurológicas associadas à deficiência de B12 incluem neuropatia periférica, mielopatia, perda de memória e lentidão do raciocínio, delírio e neuropatia óptica.

Os sintomas podem se iniciar com dormências, formigamentos, dor, sensação de choque com progressão para dificuldade de coordenação e perda de força. Veja a seguir algumas condições neurológicas que apresentam relação com a falta de vitamina B12:

Mielopatia por Deficiência de Vitamina B12

A mielopatia por deficiência de vitamina B12 é um quadro potencialmente tratável, que manifesta-se por fraqueza importante, geralmente nos quatro membros, num padrão simétrico nas fases iniciais e de predomínio nos membros inferiores. Além do quadro de fraqueza a dificuldade de equilíbrio é frequente e limitante.

Os pacientes podem ainda ter dor, alterações de sensibilidade e alterações do controle urinário. Nas fases avançadas, pode progredir para paraplegia e graus variados de espasticidade.

Neuropatia Periférica por Deficiência de Vitamina B12

Na neuropatia por deficiência de vitamina B12, ao invés da medula, são os nervos periféricos as estruturas mais afetadas. Essa é a manifestação clínica mais frequente dos níveis baixos de B12. Os sintomas são mais leves e de evolução lenta. São muito frequentes as queixas de alterações de sensibilidade nos pés, dormência, formigamentos e queimação. O diagnóstico nas fases iniciais permite tratamento com melhora quase completa dos sintomas. A gravidade da neuropatia periférica pode ser determinada pela realização do exame de eletroneuromiografia.

Outras Condições Associadas

Alguns estudos encontraram uma redução nos níveis da vitamina B12 em pacientes com Esclerose Múltipla, tanto no sangue quanto no líquido cefalorraquidiano.

Como a vitamina possui importante papel na formação da bainha de mielina, efeitos imunomodulatórios e neurotróficos, sua deficiência desestabiliza as estruturas da mielina, podendo dificultar ou interromper a transmissão de impulsos nervosos.

Para uma condição como a esclerose múltipla, a deficiência de vitamina B12 pode ser crítica, agravando a dificuldade em andar, no equilíbrio e na visão.

Fatores que podem contribuir para baixos níveis de vitamina B12 na esclerose múltipla incluem a demanda aumentada das vitaminas do complexo B, devido ao seu consumo excessivo decorrente da ativação e proliferação de células imunológicas. A necessidade constante de reparo da bainha de mielina dos neurônios também pode tornar sua demanda aumentada.

Função da Vitamina B12 no Sistema Nervoso

Como Prevenir a Deficiência de Vitamina B12

A vitamina B12 está presente nas carnes vermelhas, ovos e vegetais verdes folhosos. Para ser absorvida adequadamente, a vitamina precisa da integridade do estômago e da porção final do intestino delgado denominada íleo terminal.

O ser humano tem necessidade diária de 3 a 5 µg de vitamina B12. A necessidade pode ser maior nas fases de gestação, lactação e para o idoso.

Conte com o seu neurologista de confiança para conversar sobre as suas condições e estabelecer a necessidade de suplementação deste nutriente e orientar adequada reposição.

Se você é paciente ou familiar com alguma manifestação clínica da deficiência de B12, principalmente neuropatia periférica, sugerimos a leitura do nosso artigo a respeito dos cuidados e tratamentos de neuropatia diabética. Apesar de diferentes, essas doenças compartilham semelhanças em relação aos cuidados com os pés.

Dr Diego de Castro se dedica integralmente ao universo do diagnóstico e assistência. À frente do Serviço de Especialidades Neurológicas, acredita que é possível oferecer um serviço de qualidade em diagnóstico e tratamento das doenças neurológicas, capaz de auxiliar na definição diagnóstica de seus sintomas.

Veja abaixo nossas informações de contato para agendamento de consultas:

Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista

R. Sampaio Viana, 253 – cj123 – Paraíso, São Paulo – SP, 04004-000

Telefone: (11) 2368-3067

Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia

Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911, próximo ao Shopping Vitória.

Telefone: (27) 99707-3433


Compartilhe

Dúvidas e ou Sugestões?

Informações de Contato

R. Sampaio Viana, 253 - cj123 Paraíso São Paulo - CEP: SP 04004-000

Phone: 11 2638-3067 / 98977-2982

Web: Dr Diego de Castro