São Paulo: (11) 3504-4304 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Risco do Clonazepam e outros Benzodiazepínicos

Compreender o risco do clonazepam e outros benzodiazepínicos é fundamental para o tratamento da insônia. A popularização da classe de remédios dos benzodiazepínicos é um problema muito sério, porque sempre tem alguma tia que tem tem ele numa caixinha na cabeceira da cama para emprestar...

Neste vídeo, Dr Diego de Castro e Dra Leticia Soster explicam sobre o risco do clonazepam e outros benzodiazepínicos e em quais casos seu uso é indicado.

Clonazepam e outros Benzodiazepínicos

Esses remédios têm uma atividade sobre um receptor no nosso cérebro chamado receptor gaba, que tem uma atividade de deprimir o nosso sistema nervoso. Eles funcionam como uma medicação hipnótica e são utilizados em medicina inclusive pra sedação mesmo.

Quando Podem Ser Usados

Algumas vezes, a gente não consegue tratar a insônia e não pode deixar o paciente naquele sofrimento por tanto tempo. Além disso existe um fenótipo de insônia que é a insônia com o tempo total de sono muito curto, de 6 horas, que tem um aumento de risco de desfechos cardiovasculares.

O benzodiazepínico é muito bom porque tem um efeito ansiolítico mas ele não é tratamento para insônia, ele tem seus efeitos nas ansiedades, nos Pânicos, mas para o sono ele só vai ser um sedativo e hipnótico.

Riscos do Clonazepam e Benzodiazepínicos

Mas cerca de 90% do que a gente vê no consultório é insônia psicofisiológica, essa insônia de associação, a crença de que "eu tenho que ser muito produtivo" e "se eu dormir muito eu vou estar perdendo tempo".

E dependendo da dose, ele relaxa a musculatura da via aérea superior e aumenta a chance de apneia, em que já tem apneia, ele aumenta a gravidade porque relaxa muito essa musculatura, fazendo a interrupção da respiração ao longo da noite e diminuindo a oxigenação cerebral.

Além desses efeitos agudos, temos os efeitos crônicos principalmente relacionados à cognição, os pacientes às vezes têm a queixa de perder a memória, disfunção executiva. E um grande problema é que esse tipo de medicamento causa tolerância e dependência.

Então, antes de buscar o uso dessas medicações, a educação em relação ao sono e o entendimento da questão comportamental é fundamental.

Aprofunde seus conhecimentos sobre o sono e os distúrbios que o afetam, lendo nossos artigos:

Dr Diego de Castro Neurologista

Rua Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista
São Paulo - SP, 01332-904

Telefones: (11) 3504-4304 e (11) 98758-7663

Avenida Americo Buaiz, 501 - Victória Office Tower - Torre Leste - Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-911

Tel: (27) 99707-3433

Posts mais Populares

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3504-4304
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com o uso de cookies. Leia nossa política de privacidade/cookies para saber mais informações.
magnifier
× Como posso ajudar?
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram