São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3262-4745 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Demência de Corpos de Lewy - Causas e Sintomas

Dr Diego de Castro
03/11/2021
Compartilhe

Segundo a Mayo Clinic, Demência de Corpos de Lewy, também conhecida como doença corporal de Lewy, é o segundo tipo mais comum de demência progressiva, após a doença de Alzheimer. A doença tem este nome, pois é causada por depósitos anormais de uma proteína chamada alfa-sinucleína, também conhecida como corpos de Lewy em regiões cerebrais.

Neste artigo, Dr Diego de Castro, Neurologista e Neurofisiologista pela USP, explica sobre a Demência de Corpos de Lewy, suas causas, sintomas, semelhanças e diferenças em relação à Doença de Parkinson e Doença de Alzheimer.

Como a Demência de Corpos de Lewy Desenvolve-se

Informações do NIA apontam que as anormalidades cerebrais características da Demência de Corpos de Lewy são nomeadas em homenagem a Frederich H. Lewy, M.D., o neurologista que os descobriu durante o início dos anos 1900.

Por razões que ainda não são totalmente compreendidas, a proteína alfa-sinucleína se acumula anormalmente no cérebro em aglomerados. São estes aglomerados de partículas de proteínas que chamamos corpos de Lewy.

A localização em que ocorre o acúmulo da alfa-sinucleína faz diferença. Como diferentes partes do cérebro controlam diferentes funções, quando ocorre em uma parte do cérebro, há o surgimento de um conjunto de sintomas. Quando ocorre em outra parte do cérebro, é um conjunto diferente de sintomas que se desenvolve.

Quando os corpos de Lewy estão presentes no tronco cerebral, funções corporais controladas por esta região cerebral serão afetadas, causando sintomas como:

  • Prisão de ventre
  • Depressão
  • Distúrbios do sono
  • Flutuações na pressão arterial
  • Baixo controle de temperatura
  • Disfunção intestinal ou da bexiga.

Quando os corpos de Lewy afetam a substantia nigra, localizada na região cerebral chamada mesencéfalo, sintomas motores são os mais marcantes, incluindo:

  • Tremor de repouso
  • Lentidão
  • Rigidez.

Os corpos de Lewy também podem afetar áreas além do tronco cerebral, incluindo o córtex frontal do cérebro. Quando isso ocorre, os sintomas cognitivos se tornam aparentes. Os pacientes podem ter dificuldade com função executiva (planejamento, ordenamento, multitarefa), função visuo-espacial (navegação, construção) e memória. Uma variedade de outros sintomas podem ser proeminentes, incluindo:

  • Alucinações visuais
  • Níveis flutuantes de alerta
  • Apatia
  • Agitação
  • Ansiedade
  • Delírios.

Causas e Fatores de Risco

Ainda é difícil compreender a causa precisa da Demência de Corpos de Lewy. Mas conforme os estudos avançam, estamos aprendendo mais sobre sua biologia e genética.

Por exemplo, conforme informações da U.S. National Library of Medicine, sabemos que um acúmulo de corpos de Lewy está associado à perda de certos neurônios no cérebro que produzem dois neurotransmissores importantes. Um desses mensageiros, acetilcolina, é importante para a memória e aprendizado. A outra, dopamina, desempenha um papel importante no comportamento, cognição, movimento, motivação, sono e humor.

Também estamos aprendendo sobre fatores de risco que podem aumentar a chance de desenvolver a doença. Alguns fatores de risco podem ser controlados, enquanto outros não. A idade é considerada o maior fator de risco.

Outros fatores que têm sido associados a um maior risco de desenvolver este tipo de demência incluem certas doenças e condições de saúde, particularmente a doença de Parkinson e o transtorno do comportamento do sono REM.

Ter um membro da família com Demência de Corpos de Lewy também pode aumentar o risco, embora não seja considerada uma doença genética.

Sintomas da Demência de Corpos de Lewy

Segundo o NHS, os sintomas mais comuns incluem alterações na cognição, movimento, sono e comportamento.

Sintomas da Demência de Corpos de Lewy

Alterações na Cognição

  • Alucinações visuais, ou seja, ver coisas que não estão presentes, ocorrem em até 80% dos pacientes, muitas vezes no início. Alucinações não visuais, como ouvir ou sentir o cheiro de coisas que não estão presentes, são menos comuns do que as visuais, mas também podem ocorrer.
  • Mudanças imprevisíveis na concentração, atenção, alerta e vigília ao longo do dia. As ideias podem ser desorganizadas, claras ou ilógicas. Esses tipos de alterações são comuns na Demência de Corpos de Lewy e podem ajudar a distingui-la da doença de Alzheimer.
  • Perda severa de habilidades de raciocínio que interferem nas atividades diárias. Ao contrário da demência do Alzheimer, os problemas de memória podem não ser evidentes no início, mas muitas vezes surgem à medida que a doença progride. Outros problemas podem incluir mau julgamento, confusão sobre tempo e lugar e dificuldade com linguagem e números.

Alterações no Movimento

Alguns pacientes podem não ter problemas significativos de movimento por vários anos. Outros podem tê-los no início. No início, os sintomas de movimento, como uma mudança na caligrafia, podem ser muito leves e facilmente negligenciados. Os problemas de movimento podem incluir:

  • Rigidez muscular
  • Caminhada embaralhada, movimento lento ou postura congelada
  • Tremor, mais comumente em repouso
  • Problemas de equilíbrio e quedas repetidas
  • Postura inclinada
  • Perda de coordenação
  • Letra menor do que habitual
  • Expressão facial reduzida
  • Dificuldade para engolir
  • Voz fraca.

Distúrbios do Sono

Distúrbios do sono são comuns em pessoas com Demência de Corpos de Lewy, mas muitas vezes não são diagnosticados. Os problemas mais comumente observados nestes pacientes podem incluir:

  • Transtorno comportamental do sono REM
  • Sonolência diurna excessiva (dormir duas ou mais horas durante o dia)
  • Insônia
  • Síndrome das pernas inquietas.

Distúrbios Comportamentais e do Humor

Mudanças de comportamento e humor são possíveis e podem piorar à medida que as habilidades de pensamento diminuem. Essas alterações podem incluir:

  • Depressão
  • Apatia, ou falta de interesse nas atividades diárias normais e menos interação social
  • Ansiedade e comportamentos ansiosos, como fazer as mesmas perguntas várias vezes ou ficar com raiva ou medo quando um ente querido não está presente
  • Agitação, inquietação ou irritabilidade
  • Paranoia, ou uma extrema e irracional desconfiança dos outros
  • Ilusões, crenças ou opiniões não baseadas na realidade. Por exemplo, pensar que seu cônjuge está tendo um caso ou que parentes mortos há muito tempo ainda estão vivos.

Outros Sintomas

Pessoas com Demência de Corpos de Lewy também podem experimentar mudanças significativas na parte do sistema nervoso que regula funções automáticas como as do coração, glândulas e músculos. A pessoa pode ter:

  • Alterações na temperatura corporal
  • Desequilíbrio da pressão arterial
  • Tontura
  • Desmaio
  • Quedas frequentes
  • Maior sensibilidade ao calor e ao frio
  • Disfunção sexual
  • Incontinência urinária
  • Constipação
  • Perda de olfato

É importante compreender que pessoas com Demência de Corpos de Lewy podem não ter todos os sintomas associados à doença. Qualquer mudança súbita ou importante na capacidade funcional ou comportamento deve ser relatada a um médico.

Relação entre Demência de Corpos de Lewy e Doença de Parkinson

Conforme a American Parkinson Disease Association, a maioria das pessoas com Parkinson (com exceção do subconjunto muito pequeno de pacientes que o Parkinson resultou de uma mutação genética específica) tem corpos de Lewy em seu cérebro.

São esses aglomerados que causam alguns ou todos os sintomas motores da doença de Parkinson, bem como problemas de memória ou cognitivos, alucinações visuais e problemas com alerta.

Pode ser difícil distinguir a doença corporal de Lewy da doença de Parkinson, e algumas pessoas com doença de Parkinson desenvolvem uma demência semelhante à vista na doença corporal de Lewy. Muitas pessoas com Parkinson podem desenvolver problemas com o pensamento e o raciocínio, e muitas pessoas com demência corporal de Lewy experimentam sintomas de movimento.

Essa sobreposição em sintomas e outras evidências sugerem que a demência corporal de Lewy, doença de Parkinson e demência da doença de Parkinson podem estar ligadas às mesmas anormalidades na forma como o cérebro processa a proteína alfa-sinucleína.

Semelhanças e Diferenças em Relação à Doença de Alzheimer

Segundo a Alzheimer's Association, a doença corporal de Lewy é semelhante à doença de Alzheimer em muitos aspectos. Além disso, ela pode ocorrer por si só ou juntamente com a doença de Alzheimer e/ou demência vascular.

Muitas pessoas com demência corporal de Lewy e demência de Parkinson também têm placas e emaranhados — marcas de alterações cerebrais ligadas à doença de Alzheimer.

Continue acompanhando nosso conteúdo. No próximo artigo, vamos abordar o Diagnóstico, Formas de Tratamento e Cuidados com os pacientes com Demência de Corpos de Lewy.

Dr Diego de Castro Neurologista & Neurofisiologista

Dr Diego de Castro cuida de pacientes com diversas doenças neurológicas. Sua trajetória conta com a experiência adquirida como neurologista da Universidade de São Paulo e como médico colaborador no ambulatório de Neurogenética e no ambulatório de Neurocirurgia Funcional do Hospital das Clínicas da USP.

Com o propósito de oferecer um atendimento de excelência e confiança, o Dr Diego de Castro realiza uma avaliação neurológica minuciosa, capaz de auxiliar na definição diagnóstica de seus sintomas e atua juntamente à equipe multidisciplinar para fornecer um tratamento eficaz a seus pacientes.

Gostou deste artigo? Compartilhe com um amigo! Siga-nos nas redes sociais!

Continue aprendendo em nosso site:

Estamos disponíveis para cuidar de você nos endereços:

Avenida Américo Buaiz, 501 – Ed. Victória Office Tower Leste, Sala 109 - Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-911

Tel: (27) 99707-3433

R. Itapeva, 518 - sala 901 Bela Vista - São Paulo - SP, CEP: 01332-904

Telefones: (11) 3262-4745 e (11) 98758-7663

Posts Relacionados:


Compartilhe
Posts mais Populares
Acompanhe nosso Podcast!
Escute nossos conteúdos em áudio, na sua plataforma preferida:
Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Neurologia - Dr Diego de Castro
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.
Dúvidas? Sugestões?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3262-4745
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

magnifier
× Como posso ajudar?
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram