Toxina Botulínica no Tratamento do Espasmo Hemifacial

/, Neurologia, Perda de Força Muscular, Toxina Botulínica/Toxina Botulínica no Tratamento do Espasmo Hemifacial

Toxina Botulínica no Tratamento do Espasmo Hemifacial

Compartilhe

O espasmo hemifacial é um distúrbio neurológico caracterizado por contrações involuntárias dos músculos de uma das metades da face, em especial dos músculos em torno do olho e da boca.  Atualmente, a aplicação de toxina botulínica (comercializado sob as marcas de Botox, Dysport, Xeomin) é o melhor tratamento do espasmo hemifacial. Por meio das aplicações da toxina botulínica é possível obter alívio sustentado dos sintomas, com reações adversas mínimas e transitórias.

Saiba mais sobre o uso da toxina botulínica no espasmo hemifacial com a leitura do presente artigo.

Toxina Botulínica no Tratamento do Espasmo Hemifacial – Saiba Mais

O Espasmo Hemifacial

O Espasmo hemifacial consiste em contrações musculares involuntárias irregulares, porém repetitivas. As contrações são denominadas “espasmos” e geralmente atingem apenas um lado do rosto. Os músculos mais afetados são os músculos em torno do olho e da boca. A contração destes músculos pode acarretar o fechamento involuntário de um dos olhos (semelhante ao ato de piscar – ativação do músculo orbicular do olho) e o repuxamento da boca (ativação do músculo orbicular da boca).

A doença afeta mais as mulheres do que os homens. O sintoma inicial pode ser a contração involuntária de um único músculo da face, geralmente o músculo orbicular do olho e progride de forma a envolver outros músculos da mesma metade da face.

Espasmo Hemifacial – Causa

Ao presente momento, acredita-se que o espasmo hemifacial ocorra por uma pequena irritação do nervo facial. A irritação decorre do contato ou compressão do vaso sanguíneo sobre o nervo causando um pequeno ponto de lesão. A relação anormal entre o nervo e o vaso sanguíneo é denominada “conflito neurovascular”.

Em alguns casos, no entanto, não é identificado conflito neurovascular mesmo após investigação por ressonância e estudo de vasos sanguíneos e a causa permanece indeterminada.

Espasmo Hemifacial – Tratamento

Espasmo hemifacial é um distúrbio incômodo, que oferece intensa desvantagem social. Os pacientes geralmente têm autoestima baixa por constrangimento do movimento involuntário.

Alguns medicamentos orais como a carbamazepina podem ser tentados para amenizar o espasmo. No entanto a resposta é no geral pouco satisfatória e inferior ao resultado da toxina botulínica.

A realização de um procedimento neurocirúrgico no nervo facial pode aliviar a condição em uma grande quantidade de casos. Contudo, existe um risco significativo de efeitos adversos como a paralisia facial e ainda a chance de recorrência.

A Toxina Botulínica no Tratamento do Espasmo Hemifacial

Proporcionar a redução e interrupção das contrações involuntárias com toxina botulínica é um tratamento ambulatorial simples e eficaz para o espasmo hemifacial. O procedimento não oferece efeitos colaterais sistêmicos. No geral há poucas reações locais que, quando ocorrem, resolvem-se rapidamente.

A toxina atua na junção neuromuscular (ponto de ligação do nervo com o músculo) diminuindo a ativação anormal dos músculos que recebem a medicação. O foco do tratamento é bloquear o espasmo principalmente dos músculos responsáveis pelo fechamento do olho. Pequenas quantidades da toxina são injetadas em cada músculo responsável pela contração anormal. As doses e o número de músculos selecionados são determinados pelo neurologista na consulta que antecede a aplicação.

Toxina Botulínica no Tratamento do Espasmo Hemifacial – Efeitos

Com uma média de 3 meses de alívio dos sintomas, apenas quatro aplicações são necessárias por ano, frequência totalmente praticável.

O tratamento com toxina botulínica é um meio simples e eficaz de controlar os sintomas do espasmo hemifacial.

Conhece alguém com esta condição? Compartilhe este artigo!


Compartilhe

Dúvidas e ou Sugestões?

Informações de Contato

R. Sampaio Viana, 253 - cj123 Paraíso São Paulo - CEP: SP 04004-000

Phone: 11 2638-3067 / 98977-2982

Web: Dr Diego de Castro