São Paulo: (11) 3504-4304 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Cirurgia de Parkinson - Indicações da Cirurgia - Quem Pode e Quem não Pode Fazer

Além do tremor, quais são as indicações do tratamento cirúrgico? Quem Pode e Quem não Pode Fazer a Cirurgia de Parkinson?

Geralmente, a cirurgia de Parkinson vai trazer benefícios para pacientes com muito tremor (quando o tremor não responde adequadamente aos medicamentos), efeito curto da medicação e aqueles que apresentam discinesias, os movimentos involuntários.

Indicações da Cirurgia de Parkinson

Neste vídeo, Dr Diego de Castro explica sobre as indicações da cirurgia de Parkinson, segundo a Heinrich-Heine-University of Düsseldorf, na Alemanha.

Efeito Curto da Medicação

Para certos pacientes, a doença vai progredindo ao longo do tempo, esses sintomas de lentidão, tremor e rigidez vão piorando até que chega um ponto que, muitas vezes, as medicações sozinhas não são suficientes para gerar uma resposta clínica adequada.

Com isso, o paciente toma o remédio certo e o efeito do remédio fica curto (dura três horas, duas horas, uma hora e meia). Então esse paciente cujos sintomas não estão melhorando, não estão tendo a resposta adequada com medicamento, devem considerar a terapia com cirurgia de estimulação cerebral profunda.

Nossa experiência no Hospital das Clínicas são pacientes que chegam a tomar remédio sete a nove vezes por dia. Esse é um desafio. E apenas trinta por cento dos pacientes consegue tomar as medicações na hora certa.

Presença de Discinesias

Alguns pacientes enfrentam uma complicação da medicação para Parkinson (a levodopa, a popular Prolopa), ao longo do tempo, um movimento involuntário, que nós chamamos de discinesia.

Este é um movimento de torção que geralmente acontece 30 minutos a uma hora e meia após a medicação. E esses pacientes que apresentam discinesia, chega uma hora que precisa realmente do procedimento cirúrgico. A cirurgia diminui a presença desses movimentos involuntários.

Quem não Pode Operar

Os pacientes com menos de 5 anos de doença de Parkinson não são candidatos a cirurgia, só indicamos operar aqueles pacientes a partir de cinco anos de doença de Parkinson, antes disso, a cirurgia não traz benefício.

Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista

Dr Diego de Castro é Neurologista pela USP, especialista em Parkinson e Distúrbios do Movimento e tem a missão de cuidar de pessoas.

Aumente seus conhecimentos sobre a Doença de Parkinson (DP), em nossos outros artigos:

Estamos disponíveis para ajudar nos endereços abaixo:

R. Itapeva, 518 - sala 901 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01332-904

Telefone: (11) 3504-4304

Avenida Américo Buaiz, 501 – Ed. Victória Office Tower Leste, Sala 109 - Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-911

Telefone: (27) 99707-3433

Posts mais Populares

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3504-4304
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com o uso de cookies. Leia nossa política de privacidade/cookies para saber mais informações.
magnifier
× Como posso ajudar?
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram