São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3262-4745 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

AVC Hemorrágico - Conheça a Hemorragia Intracerebral

Dr. Diego de Castro dos Santos04/06/2020
Compartilhe

Segundo a U.S. National Library of Medicine, o AVC hemorrágico é causado pela ruptura de uma vaso sanguíneo cerebral. Ele causa o extravasamento de sangue para o interior do cérebro (hemorragia intracerebral). O AVC hemorrágico corresponde a 10-20% dos casos de AVC.

Neste artigo, Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista pela USP, explica sobre o AVC Hemorrágico, suas causas, sintomas e tratamento.

Como Ocorre um AVC Hemorrágico

Conforme abordamos em artigos anteriores, um acidente vascular cerebral (AVC) significa morte de uma parte do cérebro por interrupção de suprimento de sangue. Isto ocorre por:

  1. Obstrução de uma artéria cerebral, no caso do AVC isquêmico
  2. Ruptura de uma artéria cerebral com extravasamento de sangue, no caso de um AVC hemorrágico.

De acordo com pesquisa publicada na Misouri Medicine, um AVC hemorrágico pode ocorrer próximo à superfície do cérebro ou em áreas profundas.

Seja na porção superficial ou profunda do cérebro, a região nutrida pela artéria rompida é privada de glicose e oxigênio. Além da morte de neurônios no local, à medida que o sangue sai de um vaso rompido, forma-se um hematoma (coágulo sanguíneo). Um hematoma pode aumentar de tamanho e comprimir outras estruturas e gerar aumento da pressão intracraniana.

Por esse motivo, o AVC hemorrágico costuma ser mais grave que um AVC isquêmico.

Tipos de AVC Hemorrágico

Segundo The Internet Stroke Center, existem dois tipos de AVC hemorrágico:

Hemorragia Intracerebral

Ocorre quando um vaso sanguíneo dentro do cérebro rompe, permitindo que o sangue vaze dentro do cérebro. Esse sangramento atinge pequenos vasos em regiões cerebrais como os gânglios da base, cerebelo, tronco cerebral.

A hemorragia intracerebral é causada principalmente por pressão alta (hipertensão arterial).As causas menos comuns incluem trauma, infecções, tumores, deficiências de coagulação do sangue e anormalidades nos vasos sanguíneos (como malformações arteriovenosas).

O aumento repentino da pressão no cérebro pode causar danos às células cerebrais que cercam o sangue

Hemorragia Subaracnoidea

Ocorre pela ruptura de um aneurisma. Aneurismas são estruturas em forma de pequenas bolsas na parede das artérias. Muitos deles são considerados má-formações presentes desde o nascimento. Outros são resultado do enfraquecimento das artérias por hipertensão e tabagismo.

Os aneurismas estão presentes nas grandes artérias, ainda do lado de fora do cérebro. Quando ele se rompe, a área do crânio ao redor do cérebro (chamada espaço subaracnoideo) se enche rapidamente de sangue.

Causas

Segundo a American Stroke Association, a causa mais comum do AVC hemorrágico é a hipertensão arterial não controlada.

Além disso, outras causas de hemorragia cerebral são:

  • Ruptura de Aneurismas Cerebrais
  • Sangramentos de Malformações Arteriovenosas (MAV)
  • Uso de medicamentos anticoagulantes, como heparina e varfarina, usados ​​para prevenir coágulos sanguíneos nas condições cardíacas e de AVC isquêmico.
  • Trauma na cabeça podem danificar uma artéria e causar sangramento.
  • Distúrbios hemorrágicos, como hemofilia, anemia falciforme ou trombocitopenia.
  • Tumores vascularizados, como angiomas e tumores metastáticos, podem sangrar no tecido cerebral.
  • Angiopatia amiloide enfraquecimento da parede dos vasos por depósito de proteína
  • Uso de drogas: álcool, cocaína e outras drogas ilícitas podem causar enfraquecimento dos vasos sanguíneos.
  • Também existem causas desconhecidas para um AVC hemorrágico.

Sintomas

Segundo a Harvard University, os sintomas de um acidente vascular cerebral hemorrágico variam, dependendo do tipo de hemorragia:

  • Hemorragia intracerebral - Os sintomas quase sempre ocorrem quando a pessoa está acordada, tendem a aparecer repentinamente, mas podem se desenvolver gradualmente, piorando durante um período de 30 a 90 minutos. Os sintomas podem incluir:
    • Fraqueza repentina
    • Paralisia ou dormência em qualquer parte do corpo
    • Incapacidade de falar
    • Incapacidade de controlar corretamente os movimentos oculares
    • Vômito
    • Dificuldade para caminhar
    • Respiração irregular
    • Perda de consciência
    • Coma
  • Hemorragia subaracnoidea - Quando causada por um aneurisma rompido, os sintomas podem incluir:
    • Dor de cabeça muito intensa que começa repentinamente
    • Incapacidade de olhar para a luz brilhante
    • Torcicolo
    • Tontura
    • Confusão
    • Convulsão

Diagnóstico

Para diagnosticar e classificar o AVC hemorrágico, a Harvard University enfatiza a importância de um exame neurológico e um exame de imagem (tomografia e ressonância do crânio).

  • Para AVC hemorrágico, as tomografias são o teste mais rápido e eficaz.
  • Se houver suspeita de hemorragia subaracnoidea, pode ser útil uma punção lombar, para verificar se há sangue no líquido cefalorraquidiano.
  • Uma angiografia por ressonância magnética pode fornecer informações sobre o fluxo sanguíneo no cérebro.
  • Como o AVC hemorrágico envolve sangramento, é importante avaliar a capacidade de coagulação do sangue.

Tratamento do AVC Hemorrágico

Segundo a Mayfield Clinic, o tratamento pode incluir medidas para conter o sangramento, alívio dos sintomas e prevenção de complicações.

Depois que a causa e a localização do sangramento são identificadas, é realizado tratamento clínico ou cirúrgico para interromper o sangramento, remover o coágulo e aliviar a pressão no cérebro. Sozinho, o cérebro pode absorver o coágulo dentro de algumas semanas - no entanto, os danos ao cérebro causados ​​pela alta pressão intracraniana e pelas toxinas do sangue podem ser irreversíveis.

Tratamento Clínico

O paciente permanece na unidade de terapia intensiva (UTI) para monitoramento e cuidados.

  • Se o paciente estiver em uso de anticoagulantes, serão administrados medicamentos de reversão para restaurar os fatores de coagulação.
  • A pressão arterial é gerenciada para reduzir o risco de novos focos de sangramento e fornecer fluxo sanguíneo suficiente para o cérebro.
  • É realizado o controle minucioso da pressão intracraniana, por meio de medicamentos ou  remoção do líquido cefalorraquidiano (LCR) dos ventrículos e a hiperventilação podem ajudar a controlar a pressão.

Tratamento Cirúrgico

Sangramentos agudos volumosos podem se beneficiar de procedimentos para a drenagem de hematoma. Dependendo da localização do coágulo, pode ser realizada uma cirurgia de craniotomia ou uma aspiração estereotática.

  • Craniotomia envolve retirar uma pequena área no crânio para expor o cérebro e remover o coágulo. Devido ao risco aumentado para o cérebro, essa técnica geralmente é usada apenas quando o hematoma está próximo à superfície do cérebro ou se está associado a uma MAV ou tumor que também deve ser removido.
  • Aspiração estereotáxica do coágulo é uma cirurgia minimamente invasiva para grandes hematomas localizados nas regiões mais profundas do cérebro. O procedimento usa uma estrutura estereotática (uma navegação baseada nas imagens pré-cirúrgicas) para guiar um endoscópio diretamente para o coágulo.

Prevenção

Entre as recomendações do NINDS para prevenir um AVC hemorrágico estão:

  • Controlar a pressão arterial
  • Combater o colesterol alto
  • Evitar o uso excessivo de álcool
  • Não utilizar usar cocaína ou anfetaminas.
  • Interromper o tabagismo

De todos os fatores, o controle da pressão arterial é o mais relevante na prevenção da hemorragia intracerebral.

Segundo a Harvard University, é mais difícil prevenir a hemorragia subaracnoidea causada por aneurisma ou malformação arteriovenosa, porque essas anormalidades dos vasos sanguíneos geralmente não causam sintomas antes que a hemorragia ocorra.

Exames de triagem, como angiografia ou angioressonância magnética, para identificar aneurismas precocemente são indicadas para pessoas que têm dois ou mais parentes próximos que tiveram hemorragias cerebrais.

Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista Reabilitação Após AVC

Dr Diego de Castro é Neurologista da USP e se dedica integralmente ao universo do diagnóstico e assistência. Cuida de pacientes vítimas de AVC hemorrágico e isquêmico, por meio de uma avaliação neurológica elaborada dos sintomas motores e cognitivos do paciente e da aplicação de toxina botulínica (Botox).

Compartilhe este artigo! Siga-nos nas redes sociais!

Continue aprendendo lendo nossos outros artigos:

Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia

Veja abaixo nossas informações de contato para agendamento de consultas:

Dr Diego de castro Neurologista Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911, próximo ao Shopping Vitória.

Telefone: (27) 99707-3433

Posts Relacionados:


Compartilhe

Posts mais Populares

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Dr Diego de Castro Neurologista
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.
Dúvidas? Sugestões?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3262-4745
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

magnifier linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram