São Paulo: (11) 3504-4304 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Cefaleia Enxaquecosa

Dr Diego de Castro
21/09/2022
Compartilhe

Segundo a Mayo Clinic, Cefaleia Enxaquecosa é um tipo recorrente de dor de cabeça que causa dor moderada a severa, com característica latejante ou pulsante, geralmente associada a sintomas como náusea e vômitos e maior sensibilidade à luz, ruído e odores.

Também conhecida como enxaqueca ou migrânea, esta condição é mais do que uma dor de cabeça. Trata-se de um distúrbio neurológico complexo que pode estar associado a diversos tipos de complicações.

Neste artigo, Dr Diego de Castro, Neurologista e Neurofisiologista pela USP, explica sobre a Cefaleia Enxaquecosa.

Fatores Relacionados ao Desenvolvimento da Cefaleia Enxaquecosa

A enxaqueca resulta de uma complexa cascata de eventos anormais no cérebro, algo que os pesquisadores ainda estão tentando entender completamente.

Segundo o Johns Hopkins Health System, um dos fatores que já conseguimos identificar é a atividade anormal que se origina no maior nervo craniano, o nervo trigêmeo. As alterações no funcionamento deste nervo craniano rapidamente se espalham para uma rede de nervos menores, que formam uma teia em todo o delicado revestimento externo do cérebro, conhecido como dura mater.

Mesmo após poucos minutos após o início de um episódio de enxaqueca, os nervos que detectam dor nesta rede sofrem alterações moleculares. Isso faz com que eles se tornem hipersensíveis à pressão. Esta resposta do gatilho capilar cria dor latejante à medida que a pressão arterial naturalmente oscila a cada batimento cardíaco.

Além disso, certas artérias dilatam e o fluxo sanguíneo é alterado, causando a liberação de produtos químicos produtores de dor. Você pode experimentar algumas dessas mudanças mesmo depois de um ataque ter passado.

Acredita-se que os neurotransmissores dopamina e serotonina também desempenham um papel no desenvolvimento da enxaqueca.

Também já compreendemos que há uma base genética para enxaqueca. Alguns fatores ambientais, incluindo mudanças climáticas, mudanças de altitude e até viagens, também podem desencadear uma crise de enxaqueca.

Quando a Cefaleia Enxaquecosa é Grave?

Conforme a MedlinePlus, a enxaqueca é considerada grave quando dor, náusea ou outros sintomas associados forçam uma pessoa a evitar suas atividades diárias normais.

Os sintomas da enxaqueca grave incluem dor, que geralmente é severa e muitas vezes incapacitante, com característica latejante, geralmente em apenas um lado da cabeça. Algumas pessoas experimentam náuseas, vômitos ou sensibilidade extrema ao ruído ou à luz durante a crise. Episódios de enxaqueca grave podem durar de 4 horas a 3 dias.

Uma enxaqueca severa pode ocorrer com ou sem aura, uma perturbação perceptiva que pode preceder a dor em uma crise. Explicamos mais amplamente sobre a aura da enxaqueca, em nosso artigo: "Enxaqueca com Aura".

Além disso, a enxaqueca é classificada como grave se a pessoa afetada tiver um histórico de dois a cinco episódios semelhantes.

A enxaqueca é considerada crônica quando ocorre pelo menos 15 dias por mês, por mais de 3 meses consecutivos. Esse tipo de enxaqueca pode causar uma perda substancial de produtividade e resultar em uma má qualidade de vida. É importante tratar enxaqueca aguda para prevenir o desenvolvimento de enxaqueca crônica.

Diagnosticando a Cefaleia Enxaquecosa

De acordo com o NHS, não há um único exame específico que possa diagnosticar a enxaqueca. Para que um diagnóstico preciso seja feito, precisamos identificar um padrão de dores de cabeça recorrentes, juntamente com os sintomas associados.

Entretanto, como as crises de enxaqueca podem ser imprevisíveis, às vezes ocorrendo sem os outros sintomas, obter um diagnóstico preciso pode ser um desafio e levar algum tempo.

Em sua primeira visita, seu médico deve realizar um exame físico e verificar aspectos como:

  • Visão
  • Coordenação
  • Reflexos
  • Sensibilidade.

Além disso, ele vai estabelecer um histórico de seus sintomas relacionados à enxaqueca, provavelmente pedindo para que você descreva seus sintomas. É importante relatar ao médico:

  • Quão severos eles são
  • Em qual momento do dia eles acontecem
  • O tipo (latejante, em choque, queimação) e a localização de sua dor
  • Se algo faz melhorar ou piorar
  • Qual a frequência das crises
  • Atividades, alimentos ou situações que desencadeiam uma crise
  • Quais medicamentos você toma para aliviar a dor e com que frequência você toma
  • Como você se sente antes, durante e depois da crise
  • Se alguém na sua família tem enxaqueca.

Seu médico também pode solicitar exames de sangue e exames de imagem (como tomografia computadorizada ou ressonância magnética) para garantir que não haja outras causas para a cefaleia enxaquecosa. Um eletroencefalograma (EEG) também pode ser realizado para descartar anormalidades na atividade elétrica cerebral.

diagnóstico da cefaleia enxaquecosa
O diagnóstico da cefaleia enxaquecosa envolve identificar um padrão de sintomas e eliminar outras causas para as crises.

Como a Cefaleia Enxaquecosa é Tratada?

Segundo a Cleveland Clinic, a enxaqueca não pode ser curada, mas pode ser gerenciada, reduzindo a frequência e a intensidade das crises.

O tratamento normalmente envolve cuidados com o estilo de vida, gerenciamento de gatilhos, uso de medicamentos e terapias complementares.

Uso de Medicamentos

Existem duas abordagens principais de tratamento medicamentoso:

  • Medicamentos abortivos - ajudam a parar ou diminuir seus sintomas. Alguns medicamentos abortivos funcionam normalizando a função dos seus vasos sanguíneos, e aliviando a dor latejante. Eles são mais eficazes quando você os usa ao primeiro sinal de enxaqueca, enquanto a dor é leve.
  • Medicamentos preventivos - reduzem a frequência e a gravidade das dores de cabeça. Eles são tomados diariamente para ajudar a prevenir as crises de enxaqueca.

Autocuidado e Estilo de Vida

Métodos alternativos que ajudam a aliviar uma crise de enxaqueca incluem:

  • Descansar em um quarto escuro e silencioso
  • Aplicar compressa fria na testa ou atrás do pescoço
  • Massagear o couro cabeludo
  • Praticar Yoga ou alongamento
  • Aplicar pressão nas têmporas, em um movimento circular
  • Praticar meditação.

Conhecer os gatilhos que podem causar sua cefaleia enxaquecosa também pode ajudar a minimizar e prevenir crises. Uma ferramenta muito útil nesse processo é o diário da enxaqueca. Abordamos esse assunto em mais detalhes em nosso artigo: "Causas da Enxaqueca".

Aplicação de Toxina Botulínica

A aplicação de toxina botulínica é um tratamento eficaz para enxaqueca devido suas propriedades farmacológicas sobre a liberação de neurotransmissores de dor. O uso do Botox para tratamento da enxaqueca é uma terapia aprovada pela ANVISA e indicada para tratamento da enxaqueca, principalmente para pacientes com mais de 15 dias de dor de cabeça por mês (enxaqueca crônica).

O tratamento da enxaqueca com aplicação de toxina botulínica é resultado de pesquisas científicas que demonstraram sua eficácia e segurança (PREEMPT Study), principalmente na forma crônica da doença.

Dr Diego de Castro Neurologista & Neurofisiologista

Um médico neurologista pode fornecer avaliação, diagnóstico e tratamento especializados. Seu foco no sistema neurológico pode ajudar a fornecer insights sobre aspectos das crises de enxaqueca, e seu conhecimento atualizado de descobertas e pesquisas no campo pode ajudar no desenvolvimento de planos de tratamento e melhora da qualidade de vida.

Dr Diego de Castro trabalha juntamente com cada um de seus pacientes que apresenta algum tipo de dor crônica, com estratégias que ajudem a melhorar sua função e minimizar sua necessidade de medicamentos.

Entendemos que a dor de cada paciente é única. Por isso, abordamos planos de tratamento individualizados, porém abrangentes de gerenciamento da dor.

Gostou deste artigo? Compartilhe com um amigo! Siga-nos nas redes sociais!

Continue aprendendo sobre sua condição:

Neurologista Especializado em Enxaqueca

Estamos disponíveis para cuidar de você nos endereços:

Avenida Américo Buaiz, 501 – Ed. Victória Office Tower Leste, Sala 109 - Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-911

Tel: (27) 99707-3433

R. Itapeva, 518 - sala 901 Bela Vista - São Paulo - SP, CEP: 01332-904

Telefones: (11) 3504-4304 e (11) 98758-7663

Posts Relacionados:


Compartilhe
Posts mais Populares
Acompanhe nosso Podcast!
Escute nossos conteúdos em áudio, na sua plataforma preferida:
Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Neurologia - Dr Diego de Castro
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.
Dúvidas? Sugestões?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3504-4304
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com o uso de cookies. Leia nossa política de privacidade/cookies para saber mais informações.
magnifier
× Como posso ajudar?
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram