Enxaqueca na Gravidez – Causas, Tratamento e Prevenção

/, Enxaqueca/Enxaqueca na Gravidez – Causas, Tratamento e Prevenção

Enxaqueca na Gravidez – Causas, Tratamento e Prevenção

By | 2020-03-04T20:10:17+00:00 quarta-feira 4 de março 2020|Dor de Cabeça, Enxaqueca|
Compartilhe

Dores de cabeça persistentes e latejantes de enxaqueca na gravidez podem afetar seriamente uma futura mamãe. Embora não cause perigos para o feto em desenvolvimento. Segundo a American Migraine Foundation, mais de 25% das mulheres experimentam enxaqueca durante a vida. E são as flutuações hormonais, especialmente nos níveis de estrogênio, que podem ter um grande impacto na frequência e intensidade das crises de enxaqueca.

Se você está grávida ou planeja engravidar em breve, continue acompanhando este artigo para conhecer as explicações do Dr Diego de Castro, Neurologista e Neurofisiologista pela USP, sobre os sintomas da enxaqueca na gravidez e como podemos tratá-los.

Todas as Mulheres Experimentam Enxaqueca na Gravidez?

Mulheres que sofrem de enxaqueca podem notar mudanças nos padrões de dor de cabeça durante a gravidez. Por exemplo, muitas mulheres podem observar uma redução nas crises de enxaqueca. Especialmente no segundo e terceiro trimestres. Isto acontece provavelmente devido ao aumento dos níveis de estrogênio, que ajuda a reduzir a frequência e a intensidade da enxaqueca.

Assim, mulheres que têm enxaqueca relacionada ao ciclo menstrual (provavelmente causada pela redução nos níveis de estrogênio que ocorre logo antes da menstruação) são menos propensas a ter crises durante a gravidez.

No entanto, algumas mulheres que nunca tiveram enxaqueca podem experimentá-la pela primeira vez durante a gravidez. E algumas mulheres com histórico de enxaqueca podem ter crises mais graves nesse período.

Devo me Preocupar por Ter Enxaqueca na Gravidez?

As mulheres precisam considerar muitos aspectos da gravidez que a enxaqueca pode afetar. Mulheres com enxaqueca, por exemplo, podem estar mais propensas a ter complicações nos vasos sanguíneos, distúrbios do sono e maior ganho de peso durante a gravidez.

O aparecimento ou agravamento da enxaqueca em mulheres grávidas deve ser levado muito a sério. Estudos mostram que os sintomas da enxaqueca, quando acompanhados de pressão alta, podem aumentar o risco de desenvolver pré-eclâmpsia ou outras complicações vasculares.

Além disso, mulheres cujos sintomas da enxaqueca não diminuem durante a gravidez devem ser ainda mais vigilantes. É importante trabalhar com seu obstetra e um médico neurologista especialista em enxaqueca, para estabelecer um plano de tratamento seguro.

Como Prevenir a Enxaqueca na Gravidez

Muitas vezes, a melhor maneira de tratar uma enxaqueca é impedir que as crises aconteçam. Nem sempre é possível. Mas existem algumas etapas que você pode seguir para reduzir as chances e a frequência de crises:

  • Mantenha um diário para identificar seus gatilhos. Anote o que você comeu, onde estava e o que estava fazendo pouco antes de uma crise. Os gatilhos comuns incluem luzes intensas ou barulhos altos, calor ou frio excessivo, fumaça de tabaco e alimentos como chocolate, queijo, adoçantes artificiais e carnes processadas. Embora esses fatores sejam diferentes em cada pessoa. Depois de perceber um padrão do que geralmente precede suas enxaquecas, tente evitar esses possíveis gatilhos.
  • Faça do sono uma prioridade. Siga horários consistentes de sono e vigília. Se achar necessário, use tampões para os ouvidos e uma máscara para os olhos. Pratique uma boa higiene do sono.
  • Adote práticas de relaxamento. É importante reconhecer situações estressantes e aprender a lidar com elas. Neste sentido, aprender técnicas de relaxamento ou meditação pode ajudar. Converse com seu médico para saber se ioga ou massagem são seguras e podem ser úteis para o seu caso.
  • Mantenha-se hidratada. Seu corpo precisa de muito mais água durante a gravidez.
  • Pratique exercícios regulares e seguros para a gravidez. Caminhada, hidroginástica e pilates podem ajudar a reduzir a frequência e a gravidade das crises. E também é bom para o seu corpo e a saúde do bebê. No entanto, durante uma crise, evite praticar exercícios, pois pode piorar os sintomas.
  • Elabore um plano de tratamento com o seu médico. Quais medicamentos funcionam para você? Quais tratamentos não farmacêuticos oferecem alívio? É bom se familiarizar e discutir os planos e medicamentos para a dor com seu médico antes de precisar deles.
enxaqueca na gravidez

É possível prevenir a enxaqueca na gravidez!
Foto de Garon Piceli de Pexels

Como Tratar a Enxaqueca na Gravidez

A Food and Drug Administration (FDA) classifica os tratamentos de enxaqueca na gravidez em várias categorias de segurança, com base no potencial de cada medicamento para causar defeitos congênitos.

Para um tratamento seguro da enxaqueca durante a gravidez, pode ser necessário reavaliar suas opções terapêuticas. Os medicamentos devem ser cuidadosamente escolhidos, porque a maioria deles passa pela placenta para o feto em desenvolvimento. Algumas recomendações incluem:

  • Pequenas doses de cafeína e acetaminofeno são geralmente seguras, mas apenas conforme recomendado pelo seu médico;
  • Os medicamentos que podem ser usados ​​incluem acetaminofeno, prometazina e alguns analgésicos opioides (com uso limitado, devido ao potencial de dependência da mãe e do bebê);
  • Evite anti-inflamatórios não esteroides.

Como o Neurologista Especialista em Enxaqueca Pode Ajudar

O médico neurologista pode lhe fornecer informações mais específicas sobre o tratamento para o seu caso. Consulte-o na primeira vez que suspeitar que está com enxaqueca. O mesmo acontece se uma dor de cabeça inexplicável persistir por mais de algumas horas, retornar com muita frequência ou for acompanhada de febre.

A enxaqueca pode ser gerenciada e com muito sucesso, se o médico neurologista e seu paciente trabalharem juntos para melhorar sua qualidade de vida. Neste sentido, Dr Diego de Castro trabalha juntamente com cada um de seus pacientes, com estratégias que ajudem a minimizar sua necessidade de medicamentos.

Entendemos que a dor de cada paciente é única. Por isso, abordamos planos de tratamento individualizados, porém abrangentes de gerenciamento da dor, de forma que quaisquer condições médicas ou psicológicas concomitantes sejam tratadas em paralelo com intervenções destinadas a reduzir a tendência biológica para as crises.

Para agendar uma consulta ou saber mais sobre os serviços de diagnóstico e tratamento da dor, veja abaixo nossas informações de contato:

Dr Diego de Castro Neurologista & Neurofisiologista

R. Itapeva, 518 – sala 901 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01332-904

Telefones: (11) 3262-4745 e (11) 98758-7663

Neurologista Especializado em Enxaqueca – Tratamento de Enxaqueca em Vitória Espírito Santo ES

Endereço: Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911, próximo ao Shopping Vitória.

Telefone: (27) 99707-3433

Designed by Freepik


Compartilhe

Dr. Diego de Castro dos Santos

Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.

Dúvidas e ou Sugestões?

Informações de Contato

Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911, próximo ao Shopping Vitória.

Phone: (27) 99707-3433

Web: Dr Diego de Castro