Toxina Botulínica (Botox) no Tratamento da Enxaqueca

Toxina Botulínica (Botox) no Tratamento da Enxaqueca

Compartilhe

A aplicação de toxina botulínica (Botox) para enxaqueca é uma forma de tratamento especializada, muito eficaz para pacientes que sofrem com enxaqueca quase diária. A aplicação de toxina botulínica (Botox) para enxaqueca é uma terapia aprovada pela ANVISA e representa um grande avanço no tratamento e na vida dos pacientes que sofrem de graves e frequentes crises de enxaqueca, principalmente para pacientes com mais de 15 dias de dor de cabeça por mês.

O tratamento da enxaqueca com aplicação de toxina botulínica é resultado de muitos estudos científicos que demonstraram sua eficácia e segurança (PREEMPT Study), principalmente na forma crônica da doença.

Neste artigo, vamos abordar alguns detalhes sobre este tratamento para enxaqueca crônica, com o objetivo de esclarecer as suas dúvidas.

Aplicação de Toxina Botulínica (Botox) no Tratamento da Enxaqueca

A aplicação de toxina botulínica (Botox) no tratamento da Enxaqueca crônica é resultado de diversas pesquisas científicas do uso da toxina para inibição de sinais dolorosos pelos neurônios. A Enxaqueca também é conhecida no meio médico como “Migrânea“.

A toxina botulínica teve seu uso terapêutico iniciado no século XX, sendo integrada no ramo da neurologia no início dos anos 90, após se mostrar benéfica e efetiva em condições associadas a contrações musculares excessivas e involuntárias. Estudos posteriores demostraram que além do relaxamento da musculatura a toxina botulínica atuava modulando estruturas neurológicas relacionadas também a dor. Esse conceito norteou as pesquisas do uso da toxina em condições neurológicas como a dor neuropática, a dor na lesão medular e a dor de cabeça da enxaqueca crônica.

Como a Aplicação de Botox pode ajudar quem tem enxaqueca?

Antes de compreendermos como a aplicação de Botox pode ajudar pacientes com enxaqueca, é preciso entender o que é a enxaqueca ou migrânea crônica.

A enxaqueca crônica atinge cerca de 2% da população mundial e configura uma das 10 causas mais incapacitantes da vida adulta. A enxaqueca crônica é um tipo de cefaléia em que o paciente apresenta dor de cabeça associada a outros sintomas durante 15 dias ou mais por mês (saiba mais sobre outras formas de dor de cabeça em https://drdiegodecastro.com/dor-de-cabeca-causas-e-prevencao/)

O paciente também pode apresentar maior sensibilidade à dor e maior facilidade para sentir dores em todo o corpo, o que gera um impacto negativo em sua qualidade de vida, aumentando os riscos de depressão, ansiedade e distúrbios do sono. Infelizmente cerca de 80% dos pacientes com enxaqueca crônica também estão deprimidos e apresentam graves distúrbios do sono, o que aumenta a intensidade e a frequência das crises de dor.

Ação e Mecanismo da Toxina Botulínica (Botox)

A aplicação de toxina botulínica trata a enxaqueca devido as propriedades farmacológicas que a toxina botulínica tem sobre a liberação de neurotransmissores.

Em artigos anteriores, relatamos o uso da toxina botulínica em neurologia e como a toxina botulínica funciona nos pacientes enxaquecosos. Resumidamente, A Toxina Botulínica é uma neurotoxina produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum. Após processamento em laboratório, a toxina é extraída e purificada e assim pode ser aplicada por meio de injeções intramusculares.

A toxina botulínica é muito conhecida dos brasileiros pelo seu uso na dermatologia com agente de rejuvenescimento sob a marca comercial Botox. No entanto, ela é utilizada em neurologia como tratamento de doenças desde a década de 1980, antes do seu uso em procedimentos estéticos.

Segundo a American Migraine Foundation, a ação da toxina botulínica na enxaqueca crônica obedece o seguinte princípio: Após a aplicação intramuscular, a Toxina Botulínica faz uma rápida e irreversível ligação com as terminações nervosas da junção neuromuscular, inibindo a liberação de neurotransmissores de acetilcolina e outros neurotransmissores. A toxina inibe a contração do músculo, o que explica seu benefício nos distúrbios em que ocorrem excesso dessa contração. Acredita-se que esse mecanismo de relaxamento muscular também possa contribuir para melhora da dor em pontos específicos da cabeça e região cervical, os quais geralmente tem algum componente de tensão muscular.

Após atingir a junção neuromuscular, parte da molécula da toxina também é capaz de entrar no neurônio inibindo a liberação de neurotransmissores relacionados ao estímulo doloroso. Esse processo ocorre não só no ponto de aplicação, mas em toda rede neuronal associada. O resultado é a modulação da transmissão dos sinais dolorosos pelo cérebro.

Ao presente momento, a combinação do relaxamento de pontos excessivamente contraídos e inibição do sinal doloroso são os dois mecanismos que explicam o benefício do Botox na enxaqueca, principalmente seu benefício em prevenir outras crises de dor. Alguns estudos também demonstraram que os pacientes também apresentam melhora da gravidade dos sintomas de depressão.

Como é feita a Aplicação de Botox no Tratamento da Enxaqueca?

A aplicação da toxina botulínica para enxaqueca, em sua forma crônica, é realizada em aproximadamente 31 pontos localizados na fronte, têmporas, pescoço e ombros, por meio de injeções intramusculares. Os pontos foram determinados pelos trabalhos científicos. Adicionalmente, pode-se aplicar em mais pontos no pescoço e nas têmporas a depender da presença de dor ou “sensação de nó” relatada pelo paciente.

O efeito da toxina botulínica consiste em aliviar a sensação de pressão causada pela tensão muscular. Ocorre também uma inibição da sensibilização central, interrompendo o ciclo de dor e a sensibilização.

Entre 24 e 72 horas de aplicação já é possível perceber o início dos efeitos, com considerável melhora clínica a partir de 7 a 10 dias. A duração do efeito é variável entre 2 a 6 meses, sendo observada uma redução do número de dias que o paciente sente dor, da intensidade e da duração de cada crise.

A aplicação é realizada por um neurologista especialista em aplicação de toxina botulínica para enxaqueca, após a avaliação clínica de confirmação do diagnóstico. Casos de dor de cabeça que não são enxaqueca não apresentam benefício com a aplicação, o que traz grande frustração e perda de dinheiro para o paciente. A aplicação é realizada em consultório e demora em média cerca de 20-30 min. Os pacientes devem preferencialmente, evitar atividades físicas após a aplicação.

É importante destacar que a aplicação da toxina não cura a enxaqueca. Ela reduz drasticamente a gravidade e a frequência da dor de cabeça. Os pacientes devem manter os demais tratamentos até a reavaliação médica, bem como tratar os sintomas associados como depressão, distúrbios do sono e corrigir a alimentação (saiba mais sobre cuidados com alimentação na dor de cabeça: https://drdiegodecastro.com/alimentacao-na-dor-de-cabeca/)

Na figura abaixo, veja alguns locais onde a toxina botulínica é aplicada para combater a enxaqueca

Botox para Enxaqueca

Há efeitos colaterais?

Os efeitos colaterais relacionados à aplicação de toxina botulínica na enxaqueca podem ocorrer, principalmente, devido à realização da infiltração. Os mais relatados são dor, edema ou pequenos hematomas.

Estes possíveis efeitos colaterais podem ser aliviados com o uso de analgésicos e cuidados locais, como aplicação de gelo, desaparecendo em alguns dias. É importante relatar ao seu médico o aparecimento desses sintomas, para que ele prescreva o tratamento adequado.

É válido ressaltar que a aplicação de toxina botulínica é uma das abordagens utilizadas no tratamento da enxaqueca crônica, mas não a única. A associação da toxina botulínica com terapias corporais, assim como a modificação dos fatores desencadeantes, são necessárias para garantir o sucesso do plano terapêutico.

Quando consideramos que o uso da toxina diminui o número de dias com dor de cabeça, número de idas ao pronto-socorro e internações ao longo de 3 meses entendemos que o tratamento é realmente eficaz e os possíveis efeitos colaterais tornam-se pequenos diante dos benefícios.

Conhece alguém que sofre com enxaqueca diariamente? Compartilhe este artigo sobre o benefício do tratamento com toxina botulínica.

Dr Diego de Castro Neurologista – Botox para Enxaqueca

Dr Diego de Castro Neurologista realiza aplicação de Botox para enxaqueca em casos de enxaqueca crônica ou de difícil controle.

Rua Itapeva, 518 – sala 901
Bela Vista
São Paulo – SP, 01332-904
Tel: (11) 3262-4745

Tratamento de Enxaqueca em Vitória ES com Aplicação de Botox – Dr Diego de Castro Neurologista

Em Vitória o tratamento de Enxaqueca também pode ser realizado com aplicação de Botox no consultório de Dr Diego de Castro Neurologista.

Avenida Americo Buaiz, 501, Ed. Victória Office Tower – sala 109 – Enseada do Suá – Vitória -ES
Tel: (27) 99707-3433

Artigo Publicado em 7 de novembro de 2018 e Atualizado em 30 de julho de 2019


Compartilhe

Dr. Diego de Castro dos Santos

Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.

Dúvidas e ou Sugestões?

Informações de Contato

Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911, próximo ao Shopping Vitória.

Phone: (27) 99707-3433

Web: Dr Diego de Castro