São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3504-4304 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Como Aliviar a Rigidez no Pescoço?

Dr Diego de Castro
26/01/2022
Compartilhe

Segundo o NHS, na maioria dos casos, Dor e Rigidez no Pescoço desaparecem naturalmente dentro de uma semana. No entanto, a forma como cuidamos destes sintomas pode afetar os níveis de dor, o tempo de recuperação e a probabilidade de eles retornarem.

Neste artigo, Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista pela USP, explica sobre as formas de Aliviar a Rigidez no Pescoço, como prevenir que ela aconteça e quando existe a necessidade de buscar atendimento médico.

Rigidez no Pescoço - Práticas de Gerenciamento e Autocuidado

A rigidez no pescoço pode ser um sintoma desconfortável, mas geralmente não é motivo para pânico. Quando o sintoma é mais leve, o SpineUniverse recomenda algumas práticas de autocuidado, em casa mesmo:

Repouso

Procure descansar por um ou dois dias, para dar aos tecidos feridos a chance de começar a cicatrizar. Somente isto já pode aliviar a rigidez e reduzir possíveis espasmos musculares, quando a condição não for grave.

No entanto, recomenda-se limitar o descanso a um ou dois dias, pois excesso de inatividade pode levar a um enfraquecimento dos músculos. E músculos fracos têm mais dificuldade para apoiar adequadamente o pescoço e a cabeça.

Aplicação de Gelo

Pode ajudar a aliviar a inflamação e o inchaço após uma leve tensão. O gelo tem um efeito entorpecente, aliviando temporariamente a dor. Este tratamento é mais eficaz nas primeiras 48 horas de uma lesão, quando o inchaço é mais significativo.

Aplicação de Calor

Se a rigidez permanecer após um ou dois dias, a aplicação de uma almofada de aquecimento ou compressa quente pode ajudar a relaxar os músculos tensos e proporcionar alívio.

Alongamento Suave

Assim que tolerado, ajuda a aliviar a rigidez e restaurar o pescoço a uma faixa de movimento mais natural. É importante alongar suavemente e lentamente. Movimentos repentinos podem causar mais inflamação, dor e uma lesão mais grave.

Exercício Aeróbico de Baixo Impacto

Qualquer forma de exercício aeróbico de baixo impacto (caminhar, por exemplo) é útil para aliviar sintomas de rigidez. Mesmo que a caminhada não envolva diretamente o pescoço, ajuda a circular oxigênio para os tecidos moles por toda a coluna vertebral, o que ajuda a promover cicatrização.

Ajustes no Ambiente de Sono

Cuidar da qualidade do seu sono, promovendo algumas mudanças que favoreçam o relaxamento do pescoço durante seu repouso. Modificações que podem ajudar incluem:

  • Utilizar um colchão mais firme, porém confortável
  • Utilizar um travesseiro que promove apoio ao pescoço
  • Dormir na posição de costas ou de lado
  • Praticar relaxamento antes de ir dormir
  • Realizar o tratamento do bruxismo (ranger dos dentes), se esta for a causa da rigidez no pescoço.

Quando Procurar Ajuda Médica

Conforme a Mayfield Brain & Spine, são casos mais raros, mas quando as práticas recomendadas acima não são suficientes para aliviar a rigidez no pescoço, pode haver a necessidade de uma avaliação médica.

Na maioria das vezes, quando este é o caso, outros sintomas podem estar presentes. Alguns sintomas que podem indicar a presença de uma condição médica potencialmente grave como causa para a rigidez no pescoço são:

  • Febre, que provavelmente sinaliza uma infecção
  • Dor de cabeça, especialmente se parece diferente das dores de cabeça anteriores em termos de duração, intensidade ou sintomas associados
  • Náuseas ou vômitos
  • Fadiga ou sonolência inexplicável
  • Mudança no estado mental, o que pode incluir confusão ou mudanças de humor
  • Questões de coordenação, como tonturas ou problemas para andar ou escrever
  • Perda de peso que não faz parte de uma mudança de dieta.

Esses sintomas devem motivar o indivíduo a procurar atendimento médico assim que possível, mesmo que alguns deles não signifiquem necessariamente uma emergência médica.

Além disso, se os sintomas de rigidez no pescoço persistirem por mais de uma semana, pode ser necessário buscar cuidados médicos. Seu médico pode pedir um raio-X ou tomografia computadorizada (TC) e realizar um exame físico para tentar identificar a causa da rigidez no pescoço.

Quando a rigidez no pescoço persiste por mais de uma semana, pode ser necessário buscar cuidados médicos
Quando a rigidez no pescoço persiste por mais de uma semana, pode ser necessário buscar cuidados médicos

Tratamento Médico

A Mayo Clinic orienta que, além das mudanças no estilo de vida, a maioria dos planos de tratamento para rigidez no pescoço envolve uma combinação de tratamentos que se concentram em reduzir a dor e aumentar a amplitude de movimento do pescoço.

Tratamentos específicos podem depender do que está causando o sintoma, bem como das técnicas que o paciente percebe que estão oferecendo mais alívio.

Veja, a seguir, alguns dos tratamentos mais comumente utilizados:

Medicamentos Anti-inflamatórios de Venda Livre

Estes fármacos atuam reduzindo a inflamação, podendo ser utilizados durante poucos dias, para aliviar rigidez e dor no pescoço.

Mas perceba que, mesmo medicamentos não prescritos têm riscos, efeitos colaterais e interações medicamentosas (ou alimentares). Se o sintoma persistir mesmo com alguns dias de uso, procure orientação médica.

Massagem

A massagem aplicada aos tecidos moles do pescoço por um profissional treinado, como um fisioterapeuta, pode ajudar a aquecer, esticar e relaxar os músculos que estão tensos ou em espasmo.

Acupuntura

A acupuntura tem sido usada na China por milhares de anos. Envolve a colocação de agulhas finas na pele em pontos específicos do corpo, dependendo do que está sendo tratado. De acordo com a teoria da medicina tradicional chinesa, a acupuntura ajuda a tratar várias condições desbloqueando a energia para que possa voltar a fluir naturalmente. Em teoria, essa prática pode ajudar a promover o alívio da dor e outros efeitos benéficos, em alguns casos.

Fisioterapia

A literatura médica atual sugere evidências que apoiam os benefícios do papel da fisioterapia na redução da rigidez no pescoço e na melhoria da amplitude de movimento.

Existem 2 formas comuns de fisioterapia:

  • Fisioterapia passiva, que envolve tratamentos sendo aplicados sem esforço do paciente. Inúmeros métodos de tratamento estão disponíveis, como a aplicação de bolsas de gelo, terapia térmica, massagem, ultrassom, eletroterapia, entre outros. O objetivo da fisioterapia passiva é ajudar a reduzir a dor e o inchaço.
  • Fisioterapia ativa, que envolve o paciente movendo seu próprio corpo através de exercícios e alongamentos. Ao melhorar a força e a flexibilidade no pescoço, esses músculos podem se tornar menos dolorosos e mais capazes de manter uma boa postura, o que reduz o estresse na coluna cervical.

A fase inicial da fisioterapia pode envolver tratamentos mais passivos. Conforme a evolução da resposta aos tratamentos passivos, as práticas ativas passam a ser incorporadas ao processo de fisioterapia.

Tratar a rigidez no pescoço normalmente requer um compromisso de longo prazo de tentar diferentes tratamentos e aprender o que ajuda a melhorar e o que não ajuda. Alguns tratamentos podem ser necessários de forma temporária ou para surtos ocasionais, enquanto outros precisam ser incorporados de forma mais regular.

Prevenção

Conforme The Department of Health of Australia, é possível evitar a rigidez no pescoço, já que, na maioria das vezes, ela é uma combinação de má postura, lesão ou desgaste das estruturas cervicais, à medida que envelhecemos. Se você experimenta rigidez do pescoço com frequência, tente realizar os seguintes ajustes em sua rotina:

  • Esteja ciente de seus movimentos. Tente não mover a cabeça rapidamente ou torcer o pescoço
  • Sempre que possível, procure manter os ombros alinhados com os quadris e as orelhas alinhadas com seus ombros
  • Deixe o monitor do seu computador na altura dos seus olhos, de forma que não seja necessário mover seu pescoço para cima nem para baixo para visualizar a tela
  • Segure o telefone celular na altura dos seus olhos, para visualizar a tela ou digitar
  • Use fones de ouvidos, ao invés de apoiar o telefone entre a orelha e o ombro
  • Faça pausas frequentes do trabalho sentado ao computador ou dirigindo. Aproveite para realizar alongamentos leves
  • Se for necessário carregar peso, certifique-se de distribuir uniformemente entre ambos os lados do corpo
  • Para dormir, mantenha a cabeça alinhada com o corpo.

Dr Diego de Castro Neurologista

Dr Diego de Castro é Neurologista pela USP especialista em distonia e distúrbios do movimento. Cuida de pacientes com casos distônicos complexos por meio de aplicação de botox, eletroneuromiografia e estimulação cerebral profunda.

Também disponibilizamos conteúdo para pacientes e familiares. Aprenda mais clicando e lendo outros artigos:

Gostou desse artigo? Compartilhe com um amigo! Siga-nos nas redes sociais!

Saiba mais sobre nossa história e trajetória, clique aqui.

Nossos endereços para atendimento presencial:

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefone: (27) 99707-3433

R. Itapeva, 518 - sala 901 Bela Vista - São Paulo - SP, CEP: 01332-904

Telefones: (11) 3504-4304 e (11) 98758-7663

Posts Relacionados:


Compartilhe
Posts mais Populares
Acompanhe nosso Podcast!
Escute nossos conteúdos em áudio, na sua plataforma preferida:
Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Neurologia - Dr Diego de Castro
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.
Dúvidas? Sugestões?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3504-4304
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

magnifier
× Como posso ajudar?
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram