São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3262-4745 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Distonia Cervical | Torcicolo Espasmódico | Dr Diego de Castro Neurologista

Dr. Diego de Castro dos Santos15/01/2020
Compartilhe

A Distonia Cervical ou "Torcicolo Espasmódico" é uma condição neurológica caracterizada por contração muscular involuntária, geralmente dolorosa, dos músculos do pescoço. Ela causa movimentos anormais, tremor ou postura desajeitada da cabeça, pescoço e, às vezes, ombros.

Segundo pesquisas da Mayo Clinic, a distonia cervical pode fazer com que:

  • O pescoço torça ou incline para o lado;
  • A cabeça incline para frente ou para trás;
  • O ombro se eleve em direção à orelha;
  • O pescoço se afaste da linha média do corpo.

O torcicolo espasmódico está entre as formas mais comuns de distonia. É uma causa frequente de consultas com o Neurologista Especialista em Distúrbios do Movimento.

Neste artigo, Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista pela USP, explica sobre a Distonia Cervical, suas causas, sintomas e formas de tratamento.

Causas da Distonia Cervical

Segundo a National Organization of Rare Disease, a precisa causa da distonia cervical ainda não é totalmente determinada. Alguns pacientes apresentam a doença determinada por um quadro genético, enquanto outras a doença é associada a medicamentos ou traumatismo craniano. No entanto, na grande maioria dos casos não conseguimos identificar um fator causal; esses casos são denominados idiopáticos.

Possivelmente, a causa e mecanismo da doença associam-se a sinais inadequados no sistema nervoso os quais causam contração involuntária dos músculos do pescoço e da cabeça.

Ainda em relação a causa, classificamos a distonia cervical como: Isolada (primária) ou Adquirida (secundária):

  • Na Distonia Primária exames de ressonância e laboratório são normais. Cerca de 10-25% das distonias cervicais são causadas por mutações genéticas como no gene DYT1, GNAL, THAP1, CIZ1, ANO3 entre outros. Mas na grande maioria dos casos, não há qualquer causa identificável.
  • Na Distonia Secundária as causas mais comuns são trauma físico, paralisia cerebral, AVC, reação medicamentosa, erros do metabolismo ou doenças em que a distonia compõe um dos muitos sintomas neurológico.

Sintomas da Distonia Cervical

Segundo a Dystonia Medical Researh Foundation, os sintomas da distonia cervical são:

  • Sensação de "endurecimento da musculatura cervical"
  • Tremor de cabeça irregular
  • Dor na região cervical
  • Postura anormal do pescoço com rotação da cabeça
  • Movimento anormal dos ombros

Os músculos do pescoço se contraem involuntariamente, causando o torcicolo espasmódico. A postura anormal da cabeça pode ser classificada em:

  • Torcicolo (cabeça torcida)
  • Laterocolo (cabeça inclinada sobre o ombro)
  • Anterocolo (cabeça desviada para frente)
  • Retrocolo (cabeça esticada para trás).

Os movimentos bruscos podem parecer um tremor e, nesses casos, a distonia pode ser confundida com outra doença chamada "tremor essencial".

Até 75% das pessoas têm dor no pescoço e ombro. Dores de cabeça também são frequentes assim como tremores nas mãos (tremor associado a distonia). Os pacientes também podem desenvolver sintomas de depressão e ansiedade.

É incomum que os sintomas se espalhem para outras regiões do corpo. Em 1/3 dos pacientes, os sintomas podem acometer áreas como rosto, mandíbula, ombro e / ou braço. Ocasionalmente, os pacientes podem desenvolver outras distonias focais.

Diagnóstico

Segundo estudos da Emory University, o diagnóstico da distonia cervical é realizado por meio de:

O diagnóstico é baseado principalmente na história e no exame físico e neurológico. Não há um teste único para confirmar o diagnóstico de distonia cervical.

Na maioria dos casos, os exames laboratoriais são solicitados para descartar ou identificar doenças e distinguir entre as distonias primárias e secundárias.

O torcicolo espasmódico não deve ser confundido com outras condições que causam torção no pescoço, como problemas ortopédicos do pescoço ou condições oftalmológicas em que a cabeça se inclina para compensar a visão prejudicada.

Com o intuito de evitar erros, esse distúrbio neurológico do movimento deve ser diagnosticado e tratado por um neurologista especializado em distúrbios do movimento.

Tratamento da Distonia Cervical

Entre os tratamentos da distonia cervical estão:

  • Aplicação de toxina botulínica (Botox)
  • Cirurgia para distonia (DBS e Denervação Periférica Seletiva)
  • Medicamentos
  • Fisioterapia

Aplicação de Botox

botox para distonia cervical

Aplicação de toxina botulínica é o melhor tratamento da distonia cervical. As injeções são aplicadas no músculo, guiadas por eletromiografia (EMG) ou por ultrassom.

Escrevemos um artigo inteiro sobre a aplicação de botox para tratamento da distonia: Toxina Botulínica (Botox) para Tratamento da Distonia.

Os pacientes tratados com toxina botulínica observam os efeitos da medicação em 3 dias a 2 semanas após o tratamento. Após 3 meses, os efeitos da toxina botulínica diminuirão.

O sucesso de uma injeção de toxina botulínica depende de:

  • Dose adequada
  • Local preciso da injeção no músculo
  • Experiência do médico que administra a injeção
  • Comunicação clara entre o médico e o paciente sobre os sintomas que estão sendo tratados e os possíveis resultados

Cirurgia

Em casos selecionados, o tratamento pode ser realizado por meio de cirurgia. As duas técnicas com melhores resultados são:

Nenhuma cirurgia cura a doença. No entanto, a melhora da qualidade de vida é significativa com o procedimento (melhora de 30-50%).

Na cirurgia de DBS para distonia um eletrodo é implantado em uma região cerebral denominada globo pálido. A estimulação dessa região melhora parcialmente o movimento distônico.

Na denervação periférica seletiva identificamos os músculos mais afetados pela contração involuntária e "cortamos" as raízes nervosas que suprem esses músculos.

Ambas as técnicas cirúrgicas são complementares ao tratamento com aplicação de toxina botulínica.

Medicamentos e Fisioterapia

  • Nenhum medicamento isolado é eficaz para a maioria dos pacientes. Os remédios oferecem leve relaxamento muscular e alívio da dor.
  • A colaboração de várias especialidades é muito útil para o sucesso do tratamento. O fisioterapeuta, o terapeuta ocupacional e o psicólogo são fundamentais para reabilitação do torcicolo espasmódico.
  • A fisioterapia especializadas pode preservar / melhorar a amplitude de movimento e ajudar a reduzir a dor.
  • As injeções de toxina botulínica podem ser usadas em conjunto com medicamentos orais e fisioterapia.
  • Aparelhos cervicais são úteis para melhorar a posição da cabeça em alguns casos de torcicolo espasmódico.
  • Terapias complementares como acupuntura e práticas regulares de relaxamento podem melhorar o desconforto, a dor e o bem-estar geral.
FIsioterapia distonia cervical

Truques Sensoriais

Os "truques sensoriais" são gestos que aliviam a contração involuntária cervical em alguns indivíduos. Os gestos mais comuns são:

  • Tocar suavemente o queixo, a nuca, o pescoço, a bochecha ou a face superior pode ajudar na distonia do pescoço (torcicolo);
  • O toque é geralmente (mas nem sempre) mais eficaz no lado da cabeça com a distonia;
  • Reclinar ou sentar-se com a cabeça apoiada.

Gerenciamento do Torcicolo

Toda doença neurológica é um desafio que precisa ser aceito para então ser enfrentado. Ao compreender o diagnóstico de torcicolo espasmódico você conseguirá encará-lo e administrá-lo.

A maioria das pessoas consegue desenvolver estratégias bem-sucedidas para conviver com o torcicolo espasmódico, combinando tratamento com controle da dor e truques sensoriais para ajudar em situações sociais.

Os indivíduos podem precisar aprender novas maneiras de realizar suas tarefas diárias e são encorajados a:

  • Buscar os melhores cuidados médicos;
  • Educar-se sobre a doença e opções de tratamento;
  • Procurar profissionais especializados em saúde mental para diagnosticar e tratar possíveis transtornos de depressão ou ansiedade coexistentes;
  • Buscar terapias complementares;
  • Ser ativo socialmente e evitar o isolamento.

Se você precisa de ajuda, veja abaixo nossas informações de contato para o agendamento de consultas:

Dr Diego de Castro Neurologista – Tratamento da Distonia Cervical

Dr Diego de Castro é Neurologista pela USP e especializado em Distúrbios do Movimento com experiência no tratamento de distonias. É colaborador do Ambulatório de Neurocirurgia Funcional do Hospital das Clínicas da USP onde presta assistência a esses pacientes por meio de Estimulação Cerebral Profunda (DBS).

Gostou deste artigo? Compartilhe com um amigo! Siga-nos nas redes sociais!

Continue aprendendo mais sobre esta condição nos nossos outros artigos:

Endereço: R. Itapeva, 518 - sala 901 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01332-904

Telefones: (11) 3262-4745 e (11) 98758-7663

Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia

No Espírito Santo, nosso consultório está localizado em Vitória, na Enseada do Suá, próximo ao Shopping Vitória.

Além da distonia cervical, cuidamos de pacientes com outras formas de distonia e distúrbios do movimento.

Nosso contato: Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911

Telefone: (27) 99707-3433

Posts Relacionados:


Compartilhe

Posts mais Populares

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Dr Diego de Castro Neurologista
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.
Dúvidas? Sugestões?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3262-4745
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

magnifier
error: Content is protected !!
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram