São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3262-4745 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Exame de Eletroneuromiografia (ENMG) | Dr Diego de Castro Neurologista

Dr. Diego de Castro dos Santos22/05/2019
Compartilhe

O exame de eletroneuromiografia também é conhecido como eletromiografia, ENMG ou EMG. O exame de eletroneuromiografia é um exame neurofisiológico altamente especializado que avalia o sistema nervoso periférico e o sistema muscular.

A eletroneuromiografia é realizada pelo médico neurofisiologista, um neurologista especialista em exames complementares para estudo do funcionamento do sistema nervoso.

Neste artigo, Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista pela USP explica o exame de eletroneuromiografia, o que é, para que serve e como é realizado.

O que é o Exame de Eletroneuromiografia (ENMG ou EMG)?

Segundo a Mayo Clinic, o exame de eletroneuromiografia é um exame neurofisiológico especializado que avalia nervos e músculos. Assim sendo, o exame estuda o funcionamento das seguintes estruturas:

  • Neurônios motores;
  • Nervos periféricos sensitivos;
  • Nervos periféricos motores;
  • Músculos;
  • Comunicação entre os nervos e músculos (junção neuromuscular).

Portanto, a eletroneuromiografia localiza lesões, demonstrando sua intensidade ou gravidade. Além disso, ela confirma o diagnóstico de doenças dos nervos e músculos como:

  • Esclerose Lateral Amiotrófica
  • Neuropatia diabética
  • Síndrome do túnel do carpo
  • Síndrome de Guillain-Barré
  • Miastenia gravis
  • Compressão de raízes nervosas
  • Entre outras.

De modo geral a eletroneuromiografia avalia diversos sintomas neurológicos. Conforme descrevemos abaixo, o exame é constituído por duas etapas que se complementam: o estudo da condução nervosa e a eletromiografia (leia abaixo).

eletroneuromiografia enmg
Eletroneuromiografia dos Membros Superiores (ENMG MMSS)

Como é realizada a Eletroneuromiografia?

A eletroneuromiografia é realizada em consultório médico e requer a utilização de um equipamento apropriado, denominado eletroneuromiógrafo.

Para avaliação dos nervos e músculos, o exame utiliza um pequeno estímulo elétrico e uma pequena agulha. O exame é dividido nas duas etapas:

Primeira parte do exame ENMG: Eletroneurografia ou Estudo da Condução Nervosa

  • O Estudo da Condução Nervosa é a primeira parte do exame ENMG e tem por objetivo avaliar a integridade dos nervos periféricos.
  • Nesta etapa, o médico utilizará um estímulo elétrico (pequeno choque).
  • Para captação e leitura de tal estímulo, o médico posicionará pequenos sensores, denominados eletrodos, sobre sua pele.
  • O estímulo elétrico é conduzido pelo nervo periférico e o eletrodo transmite o sinal para um software. Dessa forma, é possível determinar a velocidade e outros parâmetros clínicos que serão avaliados pelo médico neurofisiologista.

O estímulo elétrico é sentido pelo paciente como a forma de um pequeno choque. Os choques são de baixa intensidade e perfeitamente suportáveis. Graças a esta técnica, é possível avaliar a condição do nervo. Todas as respostas são registradas pelo eletroneuromiógrafo e irão compor o laudo final.

Segunda parte do exame ENMG: Eletromiograma ou Estudo por Agulha

  • Terminado o Estudo da Condução Nervosa, se inicia a segunda parte do exame ENMG denominada "estudo por agulha".
  • Essa etapa se caracteriza pelo estudo dos músculos.
  • Eletrodos em formato de agulhas muito finas são inseridas na pele do paciente até alcançar os músculos.
  • A agulha é fina e tem calibre semelhante a uma agulha de acupuntura. A agulha não dispara estímulo elétrico, ela simplesmente capta os sinais e a atividade do músculo.

Durante a avaliação, o músculo precisa estar ora em repouso, ora em contração. Por isso, o médico solicita que o paciente realize alguns movimentos enquanto a agulha capta os sinais. O eletroneuromiógrafo registra toda a atividade elétrica muscular. O número de músculos estudados depende dos sintomas de cada paciente.

Para que serve o exame?

Segundo a US National Library, o exame de eletroneuromiografia serve para avaliação de sintomas neurológicos como:

  • Dormência
  • Dor
  • Formigamento
  • Queimação
  • Perda de força
  • Dificuldade de andar e atrofia.

Como dissemos anteriormente, ele é capaz de estabelecer o diagnóstico de doenças que acometem os nervos e músculos. Entre elas:

  • Síndrome do Túnel do Carpo
  • Compressão nervosa por problemas de coluna (hérnias de disco cervical ou lombar)
  • Polineuropatia periférica
  • Miopatias
  • Doenças do Neurônio Motor (como Esclerose Lateral Amiotrófica)
  • Doenças da Junção Neuromuscular (como Miastenia gravis)
  • Tremores e Distonias
  • Outras condições

O exame dói?

Essa é uma pergunta frequente na internet. A eletroneuromiografia não dói. A maioria das pessoas tem medo de agulha e acaba associando o exame com um procedimento doloroso.

Além disso a susceptibilidade a dor é diferente entre as pessoas. Por isso, os pacientes consideram o exame desconfortável, mas tolerável.

Lembre-se que a agulha é fina e o objetivo não é te causar dor e sim esclarecer seu diagnóstico.

Então, permaneça relaxado. Isso facilita que o exame seja concluído mais rapidamente. Indivíduos tensos impedem a correta captação das informações dos músculos. Conforme dissemos anteriormente é importante permanecer um curto período relaxado para avaliação do repouso muscular.

Neste vídeo esclarecemos o mito de que o exame de eletroneuromiografia dói:

Eletroneuromiografia detecta quais doenças?

O exame de eletroneuromiografia é realizado para detectar se há presença de alterações nos nervos periféricos ou músculos do paciente. E isto pode estar relacionado a diversas condições clínicas.

Segundo Johns Hopkins Medicine, de modo geral, o exame visa detectar a suspeita de algumas doenças:

  • Doenças do neurônio motor: Esclerose lateral amiotrófica, poliomielite e atrofia muscular espinhal;
  • Doenças das raízes espinhais: Compressões radiculares por hérnia de disco, radiculopatias por diabetes e outras inflamações;
  • Doenças dos nervos periféricos: Lesões traumáticas dos nervos, mononeuropatias, polineuropatias;
  • Doenças das junções neuromusculares: Miastenia gravis;
  • Doenças musculares: Miopatias, distrofias musculares, paralisias periódicas.

Qualquer médico pode solicitar o exame de eletroneuromiografia, a depender da suspeita clínica. O pedido médico é fundamental. Essa informação direciona o neurofisiologista para a execução da técnica mais adequada para confirmar ou descartar a doença de interesse.

Tipos

A eletroneuromiografia é utilizada para estudar qualquer nervo ou segmento do corpo. Os tipos de eletroneuromiografia mais comuns são:

ENMG MMSS

ENMG MMII

ENMG Quatro Membros

  • A ENMG Quatro membros é a somatória da ENMG de MMSS com MMII. Aprenda mais sobre essa técnica lendo este artigo.

ENMG de Face

ENMG de Fibra Única

Recomendações e preparo para o exame de eletroneuromiografia

  • Anteriormente à indicação da eletroneuromiografia, informe os medicamentos dos quais faz uso, pois alguns deles podem afetar o exame.
  • No dia do exame, a recomendação é não utilizar creme hidratante ou loção sobre a pele. Essas substâncias dificultam a aderência dos eletrodos.
  • Chegue ao consultório bem alimentado e com uma roupa adequada, folgada e de fácil remoção.
  • Preferencialmente, utilize bermudas que permitam o exame das coxas e camisetas que permitam avaliação dos ombros.
  • A duração do exame varia. A média é de 30 minutos para braços ou pernas e 1 hora para avaliação dos quatro membros.
  • O exame também pode ser realizado na face, pelve ou região tóraco-abdominal, de acordo com a suspeita clínica.
  • Após o procedimento, não existem efeitos colaterais permanentes e o paciente pode retomar suas atividades cotidianas normalmente, sem necessidade de repouso.
eletroneuromiografia
Exame de Eletroneuromiografia de Membros Inferiores (ENMG MMII)

Contraindicações

O exame de eletroneuromiografia não oferece riscos à saúde do paciente. Entretanto, é contraindicado no caso de:

  • Uso de medicamentos anticoagulantes
  • Uso de marcapasso cardíaco
  • Infecções ou ulceras de pele

Se esse for o seu caso, consulte um neurologista capaz de avaliar a contraindicação e, se necessário, indicar outro exame para investigação.

Realização da Eletroneuromiografia em São Paulo

Eletroneuromiografia SP - Dr Diego de Castro é um serviço referência na realização de eletroneuromiografia em São Paulo e região. Nos dedicamos à execução de um exame de excelência para alcançar diagnósticos e ajudar pessoas, oferecendo atendimento de qualidade, com ética e humanização em eletroneuromiografia e nos mais variados ramos da Neurologia.

Gostou deste artigo? Compartilhe com um amigo! Siga-nos nas redes sociais!

Clique e leia outros artigos:

Em São Paulo, estamos localizados na R. Itapeva, 518 - sala 901 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01332-904

Telefone: (11) 3262-4745 e (11) 98758-7663

Realização da Eletroneuromiografia em Vitória - Espírito Santos ES

Em Vitória, estamos localizados na Avenida Américo Buaiz, 501 – Ed. Victória Office Tower Leste, Sala 109 - Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-911, Brasil. Saiba mais.

(27) 99707-3433

Desenvolvemos um site completo sobre Eletroneuromiografia. Saiba mais sobre Eletroneuromiografia SP.

Artigo originalmente publicado em 29 de junho de 2018 e atualizado em 22 de maio de 2019

Posts Relacionados:


Compartilhe

Posts mais Populares

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Dr Diego de Castro Neurologista
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.

One comment on “Exame de Eletroneuromiografia (ENMG) | Dr Diego de Castro Neurologista”

Dúvidas? Sugestões?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3262-4745
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

magnifier linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram