São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3504-4304 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Fibromialgia Pode Matar?

Dr Diego de Castro
15/06/2022
Compartilhe

"Fibromialgia pode matar?". É provavelmente a primeira pergunta em sua mente depois receber o diagnóstico de fibromialgia. Afinal, é uma doença complexa, que poucas pessoas entendem.

Na realidade, a fibromialgia não causa, por si só, a morte. Os sintomas não evoluem ao ponto de causarem complicações, como acontece em doenças terminais, como o câncer.

No entanto, conviver com fibromialgia sem um tratamento adequado pode ser perigoso sob outros pontos de vista, por exemplo, reduzindo sua qualidade de vida e capacidades de funcionamento.

Neste artigo, Dr Diego de Castro, Neurologista e Neurofisiologista pela USP, tenta responder à pergunta: "Fibromialgia pode matar?" e explica os fatores aos quais precisamos nos atentar quando se convive com esta doença.

Compreendendo o que é Fibromilagia

Segundo a Mayo Clinic, fibromialgia é uma doença caracterizada por dor musculoesquelética generalizada acompanhada de:

  • Fadiga
  • Distúrbios do sono
  • Dificuldades cognitivas
  • Alterações de humor.

Apesar de sua causa ainda não ter sido totalmente esclarecida, os pesquisadores acreditam que a fibromialgia amplifica sensações dolorosas afetando a forma como o cérebro e a medula espinhal processam sinais dolorosos.

As manifestações físicas da fibromialgia superam as psicológicas, mas sintomas de depressão e a ansiedade também podem estar presentes.

Fibromialgia Pode Matar?

A resposta curta para esta pergunta é: 'não'. Apesar de muito intensa, a dor que os pacientes experimentam não chega ao ponto de "desligar órgãos vitais". Por outro lado, a dor pode piorar com o tempo, tornando difícil viver uma vida normal. Um estudo publicado no International Journal of Social Psychiatry demonstrou que a fibromialgia afeta a qualidade de vida de uma pessoa tão severamente quanto a esclerose múltipla.

E a somatória de fatores associados à fibromialgia fazem desta uma doença grave que tem a capacidade de impactar praticamente todas as áreas da vida. Por exemplo, além de sentir dor generalizada, uma pessoa com fibromialgia precisa lidar com:

  • Privação do sono
  • Cansaço
  • Problemas de memória
  • Depressão e ansiedade.

A gravidade destes sintomas impõe severas limitações à qualidade de vida do indivíduo com fibromialgia, favorecendo também o aparecimento de outras doenças que podem contribuir para um quadro fatal.

Fatores de Risco Associados à Fibromialgia

Pessoas com fibromialgia enfrentam regularmente desafios extremos, dor crônica e dificuldade crescente em muitas práticas de sua rotina diária.

A fibromialgia gradualmente reduz sua capacidade de cuidar de si mesmo. Assim, uma tendência a adotar comportamentos que aumentem o risco de desenvolver doenças crônicas acaba sendo muito comum.

Os fatores de risco para doenças crônicas que podem evoluir para um quadro fatal encontrados mais frequentemente em pessoas com fibromialgia são:

  • Estar acima do peso, ou mesmo obeso
  • Evitar a prática de atividades físicas
  • Tabagismo e abuso de álcool
  • Depressão e ansiedade
  • Isolamento social.

Segundo o NHS, esses são fatores que estão associados a:

Doenças Cardiovasculares

Segundo artigo publicado na European Journal of Rheumatology, a intolerância ao exercício tem sido uma característica conhecida da fibromialgia, o que pode levar a um maior risco de eventos cardiovasculares, incluindo os fatais.

Um maior risco de doenças cardiovasculares pode ser atribuído aos níveis de peso e condicionamento físico. Além disso, o número de cigarros tragados e a inatividade física podem favorecer o desenvolvimento de aterosclerose (o endurecimento das artérias), um grave fator de risco para derrames e infartos.

Pessoas com fibromialgia precisam estar atentas à sua saúde cardiovascular
Pessoas com fibromialgia precisam estar atentas à sua saúde cardiovascular

Complicações Psiquiátricas (Sucídio)

Conforme artigo publicado na Neuropsychiatric Disease and Treatment, pessoas com fibromialgia têm um risco maior de pensar em suicídio do que a maioria das pessoas. Isso pode acontecer devido a muitos fatores. Por exemplo:

  • A fibromialgia é uma doença severamente dolorosa
  • Gradualmente, o paciente deixa de realizar suas rotinas diárias com facilidade
  • Experimentar dor constante pode tornar mais difícil cuidar de si mesmo
  • As dificuldades cognitivas e o cansaço constante dificultam o funcionamento adequado
  • Os pacientes acabam se isolando de seus amigos e familiares
  • A situação de uma doença não controlada pode alterar a química cerebral, levando a quadros de depressão grave.

Estar em constante dor tem seu preço nas pessoas, não importa o quão fortes elas possam ser. Sem apoio ou esperança de alívio de sua doença, juntamente com agravantes como ansiedade, tristeza e medos, os pacientes com fibromialgia podem eventualmente desistir.

Se você está enfrentando esse desafio neste momento, lembre-se de que sempre há pessoas, grupos e recursos que você pode recorrer para pedir ajuda. Tenha sempre em mente que você não está sozinho em suas lutas.

Procure ajuda de pessoas que sabem como você se sente. Junte-se a grupos de apoio para que você possa ser exposto a pessoas que estão no mesmo barco que você. Eles podem falar sobre suas lutas, medos e esperanças.

Além de manter-se amparado por seus amigos e familiares, estar em contato com grupos de apoio ou associações, a regularidade nas consultas com seu médico é fundamental para manter sua doença controlada. Pacientes com fibromialgia também devem praticar exercícios regulares e/ou fisioterapia, conforme indicação para seu caso e realizar acompanhamento com um psicólogo ou profissional de saúde mental.

Seguindo estas recomendações, você garante uma vida longa, saudável e repleta de disposição para aproveitar cada momento.

Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista

Dr Diego de Castro é Neurologista e Neurofisiologista pela USP especialista em eletroneuromiografia e doenças neuromusculares.

Gostou deste artigo? Compartilhe com um amigo! Siga-nos nas redes sociais!

Continue aprendendo sobre cuidados em saúde:

Veja abaixo nossas informações para agendamento de consultas:

Endereço: Rua Itapeva, 518 - sala 901 - Bela Vista São Paulo - SP, 01332-904

Telefone: (11) 3504-4304

Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia

Entendendo que a dor de cada paciente é única, no Serviço de Especialidades Neurológicas, elaboramos um plano de tratamento individualizado para cada paciente:

  • Aprender a lidar com a dor;
  • Encontrar alívio, reduzindo a duração e a gravidade do desconforto;
  • Resolver problemas de sono;
  • Alcançar maior função, permitindo participar das atividades de que desfrutam;
  • Melhorar sua qualidade de vida.

Informação de contato: Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911, próximo ao Shopping Vitória.

Telefone: (27) 99707-3433

Posts Relacionados:


Compartilhe
Posts mais Populares
Acompanhe nosso Podcast!
Escute nossos conteúdos em áudio, na sua plataforma preferida:
Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Neurologia - Dr Diego de Castro
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.
Dúvidas? Sugestões?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3504-4304
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com o uso de cookies. Leia nossa política de privacidade/cookies para saber mais informações.
magnifier
× Como posso ajudar?
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram