São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3262-4745 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Por que Acreditava-se que a Distonia era uma Doença Emocional?

Por muito tempo, acreditava-se que a distonia era uma doença emocional. Neste vídeo, Dr Diego de Castro explica porque e quando os estudos sobre suas causas passaram a ser realizados.

Breve História da Descrição da Distonia

O primeiro caso descrito de distonia foi em 1911, pelo neurologista Hermann Oppenheim. Ele observou "uma família que apresentava contrações musculares involuntárias e generalizadas com posturas anormais em todo o corpo". As contrações musculares eram sob a forma de intensos espasmos que promoviam dor e deformidade articular.

Com o tempo, outros neurologistas demonstraram a ocorrência da distonia muscular em pequenos músculos e segmentos. Esses indivíduos foram estudados, mas na limitada medicina da época, não foi encontrada nenhuma outra alteração neurológica ou história na família.

Por este motivo, passou-se a acreditar que essa doença era emocional, principalmente porque após a morte dos pacientes acometidos por ela, ao realizar os exames post mortem do cérebro, não era encontrado nenhum tipo de anormalidade. E a doença foi considerada uma condição psiquiátrica por um longo período.

Estudos sobre as Causas

Somente a partir da década de 1975, um grupo de neurologistas resolveu estudar as possíveis causas fisiológicas para a distonia. Por volta de 1980, o neurologista Marsden e outros pesquisadores retomaram o entendimento da distonia muscular, mostrando que a doença poderia acometer um único músculo (forma focal) como o corpo todo (forma generalizada).

Finalmente, a condição foi reconhecida como uma doença definitivamente neurológica. Segundo artigo da Mayo Clinic, acredita-se que os movimentos anormais sejam decorrentes do mau funcionamento e da integração anormal e errônea de informações provenientes de uma região cerebral denominada núcleos da base e áreas corticais secundárias cerebrais.

Neurologista Especialista em Distonia Dr Diego de Castro Neurologista & Neurofisiologista

Dr Diego de Castro é Neurologista pela USP e especializado em Distúrbios do Movimento com experiência no tratamento de distonias. É colaborador do Ambulatório de Neurocirurgia Funcional do Hospital das Clínicas da USP onde presta assistência a esses pacientes por meio de Estimulação Cerebral Profunda (DBS). Também realiza atendimento em seus consultórios com aplicação de botox em Vitória e São Paulo.

Compreenda melhor os quadros distônicos lendo nossos outros artigos:

Endereço : R. Itapeva, 518 - sala 901 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01332-904

Telefone: (11) 3262-4745/ (11) 98758-7663

Dr Diego de Castro Neurologista em Vitória

Dr Diego de Castro também atua como neurologista especialista em distonia em Vitória e cuida de pacientes com essa condição.

Endereço: Avenida Américo Buaiz, 501 – Ed. Victória Office Tower Leste, Sala 109 - Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-911
Telefone: (27) 99707-3433

8 views

Posts mais Populares

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3262-4745
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

magnifier
× Como posso ajudar?
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram