São Paulo: (11) 98758-7663 - (11) 3262-4745 | Vitória: (27) 99707-3433 - (27) 99886-7489

Atáxica - Pessoa com Incoordenação e Desequilíbrio

Dr. Diego de Castro dos Santos14/05/2020
Compartilhe

O termo atáxica (ler como "a-ta-qui-si-ca") é o adjetivo referente a ataxia e significa "incoordenação" e "desequilíbrio". Segundo a Mayo Clinic, uma pessoa é denominada atáxica em situações de dificuldade de caminhar relacionada a problemas de coordenação.

Além disso, uma pessoa atáxica pode apresentar:

  • Alterações da coordenação das mãos
  • Dificuldade de se manter em pé
  • Tendências a quedas
  • Alterações dos movimentos dos olhos
  • "Fala pesada, enrolada"

Neste artigo, Dr Diego de Castro Neurologista explica as características de uma pessoa atáxica, causas e a investigação neurológica necessária nesses casos.

Atáxica - Pessoa

De acordo com a National Ataxia Foundation, uma pessoa atáxica é descoordenada e com graus variáveis de dificuldade de equilíbrio. O sintoma pode predominar nos braços ou nas pernas, de um lado do corpo ou no corpo todo.

Nos braços, a característica atáxica pode ser percebida quando há:

  • Dificuldade de manusear talheres
  • Dificuldade de acertar o alvo, por exemplo, não conseguir levar um copo ou talher a boca
  • Impossibilidade de segurar um lápis e escrever adequadamente
  • Tremor nas mãos
  • Incoordenação para atividades manuais que necessitam de precisão (colocar uma chave na fechadura, contar moedas, etc)

Nas pernas, uma pessoa atáxica pode apresentar:

  • Dificuldade de andar compassadamente
  • Descoordenação entre os passos
  • Tendência a queda
  • Dificuldade de colocar o pé dentro de um calçado
  • Sensação de "amolecimento" nas pernas
Atáxica Marcha
Marcha Atáxica - Créditos da Imagem ao Salk Institute

Atáxica - Marcha

A marcha atáxica é o termo médico para descrever as alterações de caminhar caracterizadas por incoordenação dos membros inferiores. Essa alteração não ocorre em indivíduos normais e sempre indica disfunção de estruturas neurológicas importantes para o equilíbrio.

Segundo a Revista ScienceDirect, entre as características da marcha atáxica estão:

  • Ao ficar em pé, os pés ficam afastados uns do outro (pernas abertas) para aumentar a base de apoio (disbasia)
  • Ao iniciar o passo, a perna é imprecisa no movimento e pode se afastar ainda mais da outra perna
  • O tronco tende a balançar para os lados e para trás aumentando a sensação de desequilíbrio
  • Na hora de mudar de direção, a incoordenação piora e o indivíduo tem mais risco de quedas
  • Algumas vezes, os indivíduos lançam mão de apoios como bengalas ou apoiam-se na parede tentando minimizar o desequilíbrio
  • Na hora de sentar-se ou levantar-se, pode haver dificuldade de coordenação dos movimentos do tronco com a impressão de que o indivíduo está "se jogando"
  • Por muito tempo, a marcha atáxica foi considerada semelhante a "andar como se estivesse bêbado, cambaleando" e por isso recebe o temo médico como "marcha ébria".

Por que uma Pessoa se Torna Atáxica

De acordo com a Cleveland Clinic, qualquer característica atáxica é indicativo de lesão neurológica. Portanto, sempre deve-se procurar o neurologista para avaliação do quadro.

A origem da palavra ataxia vem do grego ("a" = sem + "táxis" = ordem) e denota uma condição em que não há adequada ordem dos movimentos. Todos os nossos movimentos são coordenados por uma complexa interação de estruturas neurológicas. Para que uma pessoa se torne atáxica, é preciso que exista lesão em alguma das estruturas:

  • Cerebelo
  • Grandes Nervos Sensitivos
  • Gânglios da Raiz Dorsal
  • Parte posterior da Medula Espinhal

Cada uma dessas estruturas pode ser lesada de maneira diferente e acarretar outros sintomas distintos. Entenda:

Lesões no Cerebelo

De acordo com NHS, o cerebelo é uma região especial do nosso cérebro diretamente relacionada com o equilíbrio. Mais do que isso, ele é o centro do equilíbrio e da coordenação de todo sistema nervoso.

De modo simplificado, o cerebelo é dividido em duas partes (lobo direito e lobo esquerdo). Incoordenação apenas em um dos lados é resultado do comprometimento de um dos lobos do cerebelo.

No geral, a maioria das lesões no cerebelo envolvem ambos os lados. A pessoa torna-se atáxica e, além disso, apresenta:

  • Fala arrastada
  • Graus variáveis de dificuldade para engolir
  • Alterações nos movimentos dos olhos
  • Graus variados de dificuldade de planejamento

A ataxia por lesão no cerebelo pode ser causada por:

  • Alcoolismo
  • Deficiência de Vitaminas
  • Intoxicação por medicamentos (Fenitoína, Carbamazepina, outras medicações)
  • AVC
  • Esclerose Múltipla
  • Doenças Degenerativas
  • Doenças Genéticas hereditárias como, as Ataxias Espinocerebelares
Atáxica Cerebelo
Em amarelo o cerebelo - Créditos da Imagem a Georgestown University

Lesões dos Nervos Sensitivos e dos Gânglios da Raiz Dorsal

Todas as nossas informações provenientes da pele, músculos e articulações são captadas por grandes nervos sensitivos. Cada um desses nervos termina numa região chamada Gânglio da Raiz Dorsal. Assim, qualquer lesão nos nervos ou no gânglio pode afetar a nossa percepção do próprio corpo e do espaço onde estamos.

As lesões dos nervos sensitivos e dos gânglios da raiz dorsal causam marcha atáxica. Além disso, o indivíduo pode apresentar:

  • Dor
  • Perda de sensibilidade
  • Formigamento ou queimação
  • Sensação de perda de força
  • Sintomas de incoordenação que pioram no escuro
  • Pernas mais afetadas do que os braços

Segundo US National Libray of Medicine, uma pessoa pode tornar-se atáxica por lesão dos grandes nervos nas seguintes situações:

Lesões na Medula Espinhal

Depois que as informações são captadas pelos nervos sensitivos e gânglio da raiz dorsal, elas chegam à medula espinhal. É a medula que vai carregar a informação para o cerebelo que, por fim, processará outras informações provenientes de todo o sistema nervoso.

Além disso, quando a pessoa torna-se atáxica por lesões na medula espinhal pode apresentar:

  • Perda de força muscular
  • Predomínio dos sintomas nas pernas
  • Dificuldade de urinar ou evacuar
  • Diminuição da sensibilidade nos membros inferiores
  • Sensação de "endurecimento" nas pernas (espasticidade)

De acordo com The Johns Hopkins Medicine, a ataxia por lesão medular pode ser causada por:

  • Esclerose Múltipla
  • Neuromielite Ótica
  • Mielites Infecciosas (HIV, Sífilis, Doença de Lyme)
  • Deficiência de Cobre
  • Deficiência de Vitamina B12 e Vitamina E
  • Outras Condições Raras

Dr Diego de Castro Neurologista

Dr Diego de Castro é Neurologista e Neurofisiologista pela USP especialista em Distúrbios do Movimento e Doenças Raras. Neste artigo abordamos o conceito geral de que uma pessoa atáxica apresenta incoordenação e desequilíbrio que sempre indicam comprometimento de importantes estruturas neurológicas.

As causas para as ataxias variam muito desde condições tratáveis até doenças genéticas raras. Estamos à disposição para uma avaliação neurológica aprofundada e entendimento dos seus sintomas.

Leia mais nossos artigos para entender melhor a ataxia:

Dr Diego de Castro Neurologista: Avenida Américo Buaiz, 501 – Ed. Victória Office Tower Leste, Sala 109 - Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-911

Telefone: (27) 99707-3433

Posts Relacionados:


Compartilhe

Posts mais Populares

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todos os nossos novos artigos.

Dr Diego de Castro dos Santos
Dr Diego de Castro Neurologista
Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.
Dúvidas? Sugestões?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DR DIEGO DE CASTRO

Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologia clínica - RQE 74154
Neurologia - RQE 74153
Diretor Clínico Autor e Responsável Técnico pelo Site – Mantenedor.

Missão do Site: Prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade. Destinado ao público em geral.
NEUROLOGISTA EM SÃO PAULO – SP
CRM-SP 160074

R. Itapeva, 518 - sala 901
Bela Vista - São Paulo - SP 
CEP: 01332-904

Telefones:
(11) 3262-4745
(11) 98758-7663

NEUROLOGISTA VITÓRIA – ES
CRM-ES 11.111

Av. Américo Buaiz, 501 – Sala 109
Ed. Victória Office Tower Leste, Enseada do Suá, Vitória – ES, CEP: 29050-911

Telefones:
(27) 99707-3433
(27) 99886-7489

magnifier linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram