Tremor Vocal ou Laríngeo – Saiba Mais sobre o Tremor na Voz

///Tremor Vocal ou Laríngeo – Saiba Mais sobre o Tremor na Voz

Tremor Vocal ou Laríngeo – Saiba Mais sobre o Tremor na Voz

By | 2020-03-25T18:33:07+00:00 quarta-feira 25 de março 2020|Tremores|
Compartilhe

O tremor vocal ou laríngeo é um sintoma comum de vários distúrbios neurológicos. O tremor na voz pode causar um intenso constrangimento social para pacientes na hora de falar em público ou cantar. Embora alguns indivíduos possam apresentar voz trêmula quando estão nervosos é sempre importante procurar ajuda especializada quando o tremor na voz é contínuo.

Segundo a Mayo Clinic, os tremores são movimentos oscilatórios involuntários rítmicos que quando afetam os músculos da voz produzem flutuações na amplitude e na frequência fundamental da voz.

Os tremores vocais envolvem não apenas o tremor dos músculos da laringe. Ocasionalmente, os músculos da faringe, palato, diafragma, parede torácica e abdômen também pode ser acometidos.

Neste artigo, Dr Diego de Castro Neurologista e Neurofisiologista pela USP explica sobre o tremor vocal, suas causas e formas de tratamento.

A Laringe, as Pregas Vocais e a Voz Trêmula

A laringe humana situa-se no pescoço, é o órgão responsável pela emissão de sons e também faz parte do aparelho respiratório. Todo o ar inspirado passa pela laringe antes de alcançar os pulmões. A entrada da laringe é ocupada por uma pequena dobra de cada lado denominada prega vocal (ou corda vocal).

Para falar, cantar ou emitir qualquer som os músculos da laringe que são presos a estas pregas contraem-se tensionando-as. A prega vocal tensionada de maneira firme se assemelha a corda um violão: Ela vibra com uma pequena passagem de ar emitindo um som.

A voz trêmula ou o tremor vocal surge da tensão inadequada das cordas vocais ou da presença de tremores nos músculos da laringe.

Os tremores que afetam a laringe geralmente podem ser divididos em:

  1. Tremores que afetam a voz em repouso
  2. Tremores que afetam a voz com ação (cantar, por exemplo)

Causas para o Tremor Vocal

Entre as condições que podem afetar o funcionamento dos músculos da laringe e causar tremor na voz estão:

A maioria das condições acima descritas também se associam a tremores ou fraqueza em outras partes do corpo.

No entanto, o tremor vocal pode ocorrer isoladamente, sem envolvimento de nenhuma outra parte do corpo. O tremor vocal mais comum, na ausência de outros tremores no corpo, é chamado Tremor Essencial da Voz (TEV).

Embora o Tremor Essencial seja exagerado durante a fala, ele também pode ser visto em repouso por meio de exames como a laringoscopia, pois o movimento laríngeo associado à respiração pode causar um tremor de ação.

Sinais e Sintomas

Segundo pesquisas da Columbia University, além da voz trêmula, o tremor laríngeo pode apresentar outros sinais e sintomas:

  1. Fadiga vocal
  2. Sensação de “voz sumindo”
  3. Rouquidão
  4. Dor ao falar
  5. Sensação de esforço ou incômodo na voz

Uma história de múltiplos achados neurológicos pode sugerir que o tremor da laringe é secundário a outra doença. Esteja atento a outros sintomas além da voz para informar ao seu médico.

Neste infográfico resumimos os principais sintomas referidos pelos pacientes:

Sintomas do Tremor Vocal

O grau de incapacidade causada pelo tremor laríngeo pode variar de leves a incapacitantes sintomas vocais, a depender de sua causa.

O tremor essencial da voz (TEV) é uma condição crônica sem cura. Sem tratamento, os sintomas podem piorar lentamente ao longo de meses e anos.

Diagnóstico

A avaliação do tremor laríngeo inclui a realização dos seguintes exames:

  • Análises laboratoriais – Hemograma e testes bioquímicos, teste de função tireoidiana, taxa de sedimentação de eritrócitos e teste de função hepática;
  • Laringoscopia – Permite avaliar a extensão do tremor e sua localização na faringe e na laringe;
  • Videostroboscopia – Pode demonstrar a função vibratória e a arquitetura das pregas vocais;
  • Eletromiografia – Pode revelar tremor ou aumento da atividade muscular em pacientes com voz trêmula por disfonia espasmódica. Conheça o Exame de Eletroneuromiografia de Laringe, realizado neste processo diagnóstico.

A análise aerodinâmica é usada para avaliar o fluxo de ar e a pressão do ar durante a produção da voz, o que pode ajudar a diferenciar a TEV de um caso misto. Uma análise acústica pode ser usada para monitorar a resposta do paciente ao tratamento.

Tratamento

É importante compreender que não existe cura para o tremor na voz e que o tratamento visa melhorar os sintomas. O tratamento pode variar a depende da causa da voz trêmula:

  • Casos de Tremor Essencial da Voz podem ser tratados com medicamentos (propranolol, primidona) que diminui a amplitude do tremor em cerca de 50% dos pacientes.
  • Na Doença de Parkinson, por exemplo, o uso de levodopa pode produzir melhorias na fala e na voz, e a estimulação cerebral profunda pode ser ocasionalmente benéfica.
  • Na Disfonia Espasmódica (distonia laríngea) a aplicação de botox (toxina botulínica A) é o melhor tratamento.
  • A toxina botulínica também pode ser usada para tratar o Tremor Essencial Vocal, embora os resultados possam variar entre os pacientes.
  • Uma técnica de aumento das pregas vocais por meio de injeção usando gordura autóloga para nem sempre alivia o tremor da TEV, mas pode melhorar outros sintomas, como esforço, tensão e fadiga, e pode melhorar as restrições sociais.

Outros Tratamentos

A avaliação e acompanhamento com fonoaudiólogo é parte integral do tratamento do tremor vocal. O fonoaudiólogo te ajudará por meio do exercício a fortalecer sua voz, melhorar sua respiração e utilizar estratégias que diminuirão o impacto do tremor na sua dicção e discurso.

A resposta do paciente ao tratamento precisa ser avaliada periodicamente e, se necessário, análises acústicas ou perceptivas podem ser realizadas para monitorar a resposta ao tratamento.

Além de um otorrinolaringologista, recomenda-se que os indivíduos com tremor vocal também realizem um acompanhamento com um neurologista. O médico neurologista especialista em distúrbios do movimento poderá identificar as possíveis causas neurológicas para os sintomas e indicar as melhores opções de tratamento para seu caso específico.

Aprenda mais sobre os tremores em Neurologia, em nossos artigos:

Dr Diego de Castro Neurologista & Neurofisiologista

Dr Diego de Castro é Neurologista pela USP especialista em Distúrbios do Movimento, Tremores e Eletroneuromiografia.

Conhece alguém com voz trêmula? Indique esse artigo para mostrar os diversos tipos de tremores existentes e a importância da avaliação médica para o diagnóstico definitivo.

Endereço: R. Itapeva, 518 – sala 901 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01332-904

Telefones: (11) 3262-4745 e (11) 98758-7663

Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia

Em Vitória, você pode realizar avaliação para o tremor na voz por meio de consulta neurológica especializada ou pelo exame de eletroneuromiografia da laringe. Veja nosso endereço de atendimento:

Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911, próximo ao Shopping Vitória.

Telefone: (27) 99707-3433

Imagens por:


Compartilhe

Dr. Diego de Castro dos Santos

Dr Diego de Castro dos Santos é Neurologista pela USP e responsável pelo Serviço de Especialidades Neurológicas – Eletroneuromiografia. Atua como neurologista em Vitória Espírito Santo ES e em São Paulo no tratamento de Dor de Cabeça, Depressão, Doença de Parkinson, Miastenia gravis e outras doenças. Também se dedica a reabilitação de pacientes com AVC, distonias e crianças com paralisia cerebral, por meio de aplicação de toxina botulínica (Botox) e neuromodulação.

Dúvidas e ou Sugestões?

Informações de Contato

Avenida Americo Buaiz, 501 – Victória Office Tower – Torre Leste – Enseada do Suá, Vitória – ES, 29050-911, próximo ao Shopping Vitória.

Phone: (27) 99707-3433

Web: Dr Diego de Castro